Minha foto
O SENTINELA - Nos adicione em https://www.facebook.com/sentinela.brasil

Seguidores

O projeto Excelências traz informações sobre todos os parlamentares em exercício nas Casas legislativas das esferas federal e estadual, e mais os membros das Câmaras Municipais das capitais brasileiras, num total de 2368 políticos. Os dados são extraídos de fontes públicas (as próprias Casas legislativas, o Tribunal Superior Eleitoral, tribunais estaduais e superiores, tribunais de contas e outras) e de outros projetos mantidos pela Transparência Brasil, como o (financiamento eleitoral) e o (noticiário sobre corrupção).

O projeto disponibiliza espaço para que os políticos retratados apresentem argumentos ou justificativas referentes a informações divulgados no projeto, como noticiário que os envolva, ocorrências na Justiça e Tribunais de Contas, informações patrimoniais e outras. Para providenciar o registro de algum eventual comentário, solicita-se que o político entre em contacto com a Transparência Brasil.

quinta-feira, 30 de maio de 2013

O Projeto de Lei do Quadro Especial e seus altos e baixos

Retirada?

Segundo o blog do Paulo Roberto, a SEORI (Secretaria de Organização Institucional) do  Ministério da Defesa teria solicitado a retirada de pauta da CREDN (Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional) do PL 4373/2012 (que extingue o Quadro Especial de Terceiros Sargentos do Exército, cria o Quadro Especial de Terceiros Sargentos e Segundos Sargentos do Exército e dispõe sobre a promoção de soldados estabilizados à graduação de cabo).
Ainda segundo o blog, o temor do Ministério da Defesa seria a aprovação em plenário das emendas propostas, uma das quais - lembro eu -   prevê a ascensão até a graduação de subtenente, com promoções retroativas.

Força Aérea poderá abater aviões sem autorização da presidente durante Copa das Confederações


Fernando Cavalcanti
Do UOL, no Rio de Janeiro 30/05/201306h00



Exercício da Força Aérea Brasileira para os jogos da Copa

No céu do Rio de Janeiro, dois caças F5M se aproximam de aeronave não identificada para dominar a situação, em exercício da FAB.

Nos dias de jogos da Copa das Confederações, a Aeronáutica terá permissão para abater aeronaves em espaço aéreo brasileiro consideradas hostis sem precisar da autorização da Presidência da República. Nas próximas semanas, um decreto será publicado pela presidente Dilma Rousseff autorizando a operação defensiva, que só será adotada em caso de necessidade extrema.

Pela lei brasileira, em tempos de paz, aviões só podem ser abatidos do ar pelas Forças Armadas após autorização expressa do Palácio do Planalto. Mas, de acordo com o coronel aviador Alcides Teixeira Barbacovi, chefe do Estado-Maior Conjunto do Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro, durante a Copa das Confederações, que começa no próximo dia 15, será delegado o poder de policia ao Comandante da Aeronáutica.

Isso significa que a decisão de abate , que no momento é prerrogativa exclusiva da Presidente da República, poderá ser tomada pelo comandante da Aeronáutica. Com esse expediente, o tenente brigadeiro do Ar Juniti Saito poderá autorizar a derrubada de qualquer aeronave que coloque em risco grave a segurança nacional durante da Copa das Confederações.

Na última quarta-feira, a FAB (Força Aérea Brasileira) anunciou quais serão as alterações na política de controle do espaço aéreo brasileiro durante o torneio da Fifa, que acontecerá em seis capitais do país. Os militares aproveitaram a oportunidade para demostrar à imprensa suas capacidades e operações de defesa, simulando a interceptação de um avião suspeito por uma par de caças F5M.

Conforme antecipou o UOL Esporte, o esquema de defesa se dará em camadas concêntricas ao redor dos estádios que receberão os jogos. Nas cidades que receberão as partidas, uma série de restrições será imposta à aviação desde uma hora antes do início do jogo até duas horas depois do término do evento.

Será criada uma área reservada no espaço aéreo, onde qualquer avião que não se identificar ao ingressar, será interceptado em até três minutos. Na área proibida, somente aeronaves militares, de salvamento ou essenciais para o funcionamento do evento, como as de imprensa, poderão voar.


SISTEMA DE DEFESA EM FORMAÇÃO


O governo federal brasileiro está preparando um esquema de defesa aérea para proteger os estádios e praças esportivas do país contra eventuais ataques - terroristas ou não - durante a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016. O plano, porém, só contará com todo o equipamento esperado depois do Mundial de futebol, que ocorre em junho de 2014. LEIA MAIS

Para garantir que ninguém esteja onde não deve, a FAB vai contar com pelo menos três aeronaves no ar fazendo o policiamento do espaço aéreo da cidade-sede nos dias de jogos. São elas: um caça supersônico F5M, um avião de ataque leve Super Tucano e um helicóptero artilhado (Black Hawk ou Sabre), com o eventual apoio de uma avião radar R99 e de um reabastecedor. No solo ficarão mais um de cada modelo para fazer o revezamento.

Segundo a FAB, esta operação não irá afetar a defesa das fronteiras do país, realizada com caças que compõem a frota da operação permanente Alerta Brasil, sempre a postos para defender intrusões do espaço aéreo nacional.

No exercício militar realizado na última quarta-feira, um avião Brasília C-97 do Terceiro Esquadrão de Transporte Aéreo representou o papel do avião suspeito. Simulando um voo com transponder (sistema de comunicação com outras aeronaves) desligado, ele foi interceptado por um par de F5Ms que, por rádio, exigiram que a aeronave se identificasse e os acompanhasse para a base aéra de Santa Cruz.

Lá, o avião foi abordado por uma tropa da infantaria da Aeronáutica, que se assegurou que o aviao e os seus ocupantes não eram hostis. Segundo a FAB,1.200 dessas tropas ficarão à disposição durante a Copa das Confederações para qualquer eventualidade.

Ampliar


As aeronaves brasileiras que serão usadas durante a Copa de 2014
O avião radar E 99, que terá a missão de reconhecer aeronaves indesejadas no espaço aéreo brasileiro Força Aérea Brasileira

quarta-feira, 29 de maio de 2013

FAB tira da pista do Haiti avião que teve pane ao decolar com soldados

Acidente com aeronave que trazia soldados da ONU restringiu voos.
Técnicos avaliam condições do avião; tropa chegou nesta terça ao Brasil.


Tahiane Stochero
Do G1, em São Paulo

Militares retiram da pista de Porto Príncipe avião da FAB que sofreu pane em turbina (Foto: Alban Mendès de Leon/Minustah/UN)


A Aeronáutica conseguiu retirar da pista do aeroporto internacional de Porto Príncipe, a capital do Haiti, na manhã desta terça-feira (28), o avião que sofreu uma pane ao decolar na tarde de domingo (26) com 143 militares a bordo. A tropa retornava ao Brasil após seis meses de trabalho na missão de paz da ONU no Haiti.

terça-feira, 28 de maio de 2013

DEPUTADO QUE PEDIU CPI DIZ QUE NÃO RECUA: ‘SE NÃO HÁ O QUE TEMER, INVESTIGUEMOS A PETROBRAS’






Josias de Souza 
Alheio aos esforços do governo para evitar a instalação da CPI da Petrobras, o autor da iniciativa, deputado Leonardo Quintão (PMDB-MG), afirma que não cogita desistir. Deseja investigar a venda de ativos da estatal no exterior. Alega que as operações resultarão em prejuízo de “no mínimo US$ 5 bilhões”. 

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Dilma 'invade' cabine do piloto e vira 'corneteira' dos voos oficiais


Dilma 'invade' cabine do piloto e vira 'corneteira' dos voos oficiais

Dilma cumprimenta o brigadeiro Joseli pela promoção ao último posto (Foto: Sargento Batista FAB)


NATUZA NERY
DE BRASÍLIA

A presidente Dilma Rousseff não tolera turbulências --nem as corriqueiras agitações da política nacional nem as literais: ela detesta quando o avião presidencial sacode em pleno ar.
Foi pelo medo do balanço que se habituou a verificar, pessoalmente, o plano de voo antes de decolar, tal qual um controlador de tráfego aéreo.
Ela estuda com diligência cartas meteorológicas e fez questão de aprender a ler os enigmáticos dados do painel da cabine do piloto, recinto em que, aliás, já é habitué.
Não raro, Dilma exibe, a 39 mil pés, seu estilo de chefia tão conhecido em terra.
"Joseli, por que o avião está sacudindo?"; "Joseli, que curva é essa?"; "Joseli, eu não quero ir mais rápido se for para passar por turbulência".
O requisitado é Joseli Parente Camelo - tenente-brigadeiro do Ar e autoridade máxima nas rotas oficiais desde os tempos em que a Presidência era ocupada por Luiz Inácio Lula da Silva.
Dilma costuma acionar o militar de quatro estrelas por um botão ao lado de sua poltrona. Quando o Airbus sacode, é fatal: a campainha toca. E, dependendo da trepidação, toca com muito vigor.
Certo dia, ela viajava de Brasília a Porto Alegre quando um detalhe curioso chamou a atenção de uma assessora. No lugar de uma linha reta, o gráfico que descrevia a trajetória da aeronave mostrava um zigue-zague. Motivo: a presidente insistiu para que Joseli fugisse do agito.
Os deslocamentos aéreos da presidente Dilma costumam demorar mais do que os voos comerciais.
Nas companhias privadas, as nuvens densas não são uma barreira. Afinal, sacudir em grandes altitudes é ruim porque incomoda, mas não por ser inseguro. Além disso, seguir em linha reta é mais rápido e mais barato.
Certa vez, o desvio foi tão grande que a aeronave fez a "curva" em Mato Grosso antes de aterrissar em Brasília.
Acostumado com as exigências da passageira, até o brigadeiro Joseli, como é conhecido, chegou a brincar: "Veja aqui, presidente, por onde a senhora quer ir".
Folha de São Paulo/montedo.com

Meio expediente nos quartéis !!! MENOS R$ 3,67 BILHÕES PARA A DEFESA

BRUNO DUTRA
Rio - Após o governo federal anunciar corte de despesas de R$ 28 bilhões no Orçamento da União, sendo R$ 3,67 bilhões só no Ministério da Defesa, os quartéis fazem as contas e já cogitam a adoção do meio expediente. Segundo fontes da Coluna, no Exército o expediente terminaria depois do almoço de segunda a sexta. Na Marinha e na Aeronáutica: jornada menor apenas nas segundas e sextas, sendo após o almoço no primeiro dia útil da semana e antes do almoço no outro.

O regime de meio expediente em todo o país significa diminuir pela metade as atividades dentro do Exército. Mesmo assim, a economia não bastará para cobrir o rombo de R$ 3,67 bi, com isso, alguns planos de compras de equipamentos terão que ser adiados. Neste caso, o aperto será maior na Marinha.

Oficialmente, o Ministério da Defesa informa que ainda começa a estudar, junto com a Marinha, Aeronáutica e o Exército, quais serão os bloqueios necessários. Apesar do silêncio oficial sobre o tema, crescem as especulações de bastidores e a preocupação com os jovens que apostam na carreira militar.

Por ano, quase dois milhões de jovens de 18 anos se alistam nas Forças Armadas, mas somente 80 mil viram recrutas. Em sua maioria são rapazes de origem humilde que necessitam do salário mínimo pago pelo governo. Com o meio expediente, fica afetado o caráter social do serviço militar. A pergunta é simples: “No tempo ocioso, o que vão fazer no tempo vago os recrutas que são impedidos de trabalhar pelo serviço militar?”

http://odia.ig.com.br/noticia/economia/2013-05-25/forca-militar-meio-expediente-nos-quarteis.html

Pane em turbina de avião da FAB impede retorno de militares do Haiti


Avião traria ao país 131 soldados do Exército que integram missão de paz.
Falha ocorreu durante decolagem e piloto abortou o voo; não houve feridos.

Tahiane StocheroDo G1, em São Paulo
18 comentários
Avião da FAB nesta segunda-feira (27) no aeroporto de Porto Príncipe, no Haiti (Foto: Thony Belizaire/AFP)Avião da FAB nesta segunda-feira (27) no aeroporto de Porto Príncipe, no Haiti (Foto: Thony Belizaire/AFP)
A pane em uma das turbinas de um avião da Força Aérea impediu a decolagem do Haiti de militares que retornavam da missão de paz para o Brasil no domingo (26).
O avião, um KC-137 (Boeing 707), partia do Aeroporto Internacional Toussaint Louverture, em Porto Príncipe, capital do Haiti, em direção a Manaus (AM), por volta das 15h30 (horário de Brasília), quando sofreu um “problema técnico”, informou a FAB.

sábado, 18 de maio de 2013

Chega ao Rio artilharia antimíssil para Copa das Confederações


Veículos recauchutados farão a segurança na abertura e na final do evento.
Sistema custou R$ 78 milhões, e Brasil comprou também 600 mil munições.

Tahiane StocheroDo G1, em São Paulo
920 comentários
Gepard (Foto: Centro de Comunicação Social do Exército)Carros Gepard desembarcam no porto do Rio
(Foto: Centro de Comunicação Social do Exército)
Chegaram ao Brasil nesta quinta-feira (16) oito carros do tipo Gepard que integram o sistema de artilharia antiaérea alemão comprado pelo Brasil para a segurança da abertura e do encerramento da Copa das Confederações, nos dia 15 e 30 de junho, respectivamente.

Os veículos são capazes de abater mísseis, aviões, helicópteros ou drones (aviões não tripulados) suspeitos a até 15 km de distância, com alcance de 3 km de altitude.

Segundo o general Marcio Roland Heise, coordenador do projeto de compra das armas, os canhões ainda estão em processo de desembaraço alfandegário junto à Receita Federal. Assim que liberados, os veículos serão levados ao Parque Regional de Manutenção do Exército, no Rio de Janeiro. A previsão é que isso ocorra na terça-feira (21).



quarta-feira, 15 de maio de 2013

Agora a vaca foi pro brejo!!!


Comentarista de segurança da Rede Globo de Televisão ministra aula para futuros generais do exercito brasileiro.
Detalhe: Foi amplamente divulgado nas redes sociais sua falta de coragem/covardia perante o comando de sua tropa na PMERJ 

Agora no Quartel General do Exército - Brasília/DF - o Sr. Rodrigo Pimentel ministra palestra para militares do Estágio de Comunicação Social para Oficiais do Quadro de Estado-Maior da Ativa


Genoíno quer a prisão de militares.


14/05/2013 - Defesa iniciará movimentação de tropas para Ágata 7



O Ministério da Defesa e as Forças Armadas iniciam nos próximos dias a movimentação de tropas para a megaoperação Ágata Brasil, que representa a sétima edição a Operação Ágata. O diferencial dessa mobilização, de aproximadamente 25 mil militares do Exército, Aeronáutica e Marinha, além de orgãos federais e estaduais de apoio, será a atuação simultânea nas três grandes áreas de fronteira - norte, oeste e sul, numa extensão de mais de 16 mil quilômetros. Antes, a operação era executada por região e a última edição aconteceu em outubro passado, contemplando a região oeste.
Os detalhes da ofensiva ainda estão sendo mantidos sob sigilo. Ontem, questionado sobre o início da megaoperação, o responsável pelo Comando Militar do Oeste (CMO), general de exército João Francisco Ferreira, limitou-se a dizer “em breve”.
Mas , fontes ouvidas pelo Correio do Estado dão conta de que, na próxima semana, possivelmente, militares já estejam ocupando áreas estratégicas terrestres, com barreiras e pontos de bloqueios em trechos sensíveis de rodovias e vicinais, apoiados por unidades da Marinha em ações fluviais, com patrulhamento ao longo da calha dos rios; e da FAB, com aeronaves reforçando a fiscalização contra voos clandestinos.
Caracterizada como uma operação interagências, a Ágata Brasil terá o envolvimento da Receita, Defesa Civil, polícias Rodoviária Federal, Federal, Militar e Civil , Anvisa, Ibama e Iagro.

terça-feira, 14 de maio de 2013

Rio de Janeiro: Militar abre o berreiro ao ser preso por assalto a taxista



O soldado da Aeronáutica Bruno Almeida dos Santos, de 21 anos, foi preso na manhã de ontem por agentes da Divisão de Capturas da Polinter acusado de assaltar um taxista. Ao ser abordado pelos agentes da Polícia Civil, ele estava de serviço na Base Aérea do Galeão, na Ilha do Governador, e chorou sem parar ao ser apresentado na delegacia. Contra o militar havia um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça pelo crime de roubo com emprego de arma de fogo e concurso de pessoas, quando faz alguém refém. Se for condenado, pode ficar mais de 15 anos na cadeia.
De acordo com os agentes da Polinter, em 2012, Bruno e três comparsas ainda não identificados roubaram um taxista em Irajá, Zona Norte do Rio, e o mantiveram como refém. Além do dinheiro do motorista de praça, o grupo também roubou o veículo. As investigações foram conduzidas pelas 27ª DP (Vicente Carvalho), e o soldado foi reconhecido pela vítima. Com isso, o pedido de prisão foi feito à Justiça.
Segundo o delegado Rafael Willis, titular da Polinter, Bruno não prestou depoimento por causa da crise de choro. "Tentamos ouvi-lo, mas ele só chorava e nem conseguia falar. Queríamos descobrir as informações dos outros comparsas que estavam com ele no dia do crime e seguem sendo investigados, mas o acusado só chorava", afirmou Willis, dizendo que, ao ser transferido para a cadeia da Aeronáutica, o soldado chorou ainda mais
Fonte: Meia Horanformações Adicionais

Soldado da Aeronáutica é preso após roubo.




  

Um dos acusados manteria relacionamento com vítima

Diego Valdevino

Rio - Policiais da 66ª DP (Piabetá), em ação conjunta com PMs do 34º BPM (Magé), prenderam na madrugada deste domingo, quatro homens e apreenderam um adolescente de 17 anos, acusados de roubarem R$ 2 mil de uma vítima.
Marcos Paulo Albino de Oliveira, 28, Erick dos Anjos Santos, 18, Rodrigo Elias de França, 20 e Temistocleiton Melo da Silva, 19, que é soldado da Aeronáutica foram levados para a delegacia.
Segundo informações da polícia, Marcos e a vítima eram parceiros sexuais há dois anos. Ele sabia que o rapaz estaria com o dinheiro na bolsa e teria tramado o crime.
“Após beberem cervejas, dirigiram-se de motocicleta até o "lixão" de Piabetá, onde manteriam relações sexuais. Quando lá chegaram, foram abordados pelo adolescente, que estava armado. Foi levado cartão bancário e documentos pessoais da vítima, que suspeitou da participação de Marcos, já que dele nada foi roubado”, disse o delegado Antônio Silvino.
Marcos foi detido em sua residência, tendo, a princípio, dito que também havia sido vítima de roubo, porém, seu telefone tocou e foi atendido por um policial, tendo o interlocutor, pensando falar com Marcos, dito onde se encontrava, pois queria o revólver de volta e sua parte no roubo.
Marcado o encontro, os policiais prenderam Erick e Rodrigo em um ponto de ônibus, que foram os intermediários para "alugar" arma, os quais receberiam R$ 50 cada após o roubo.
A dupla apontou Temistocleiton como dono do revólver, e que ele receberia R$ 100 após o roubo, sendo este detido em sua casa. O adolescente apresentou-se na delegacia na tarde de domingo com um revólver de plástico, alegando que aquela seria a arma utilizada no crime.
 

Infantaria realiza exercício de medida de controle no solo



  O Batalhão de Infantaria da Base Aérea de Campo Grande (BINFA/BACG), em aproveitamento às atividades aéreas do exercício PARBRA III, realizou, na quinta-feira (09/05) um treinamento das medidas de controle no solo, ao acompanhar o táxi da aeronave C-98 Caravan da Força Aérea Brasileira. 

O objetivo da Medida de Controle no Solo (MCS) é manter a integridade da aeronave que realiza o pouso após a interceptação. No treinamento realizado pelo BINFA, os militares equipados com fuzis, capacetes, coletes balísticos e rádios para comunicação, abordaram a aeronave com a técnica necessária para garantir a segurança do local, dos militares e de supostos riscos à tripulação da aeronave. 

De acordo com o Subcomandante do Batalhão de Infantaria da BACG, 1° Tenente Infantaria Julio Cesar Barcelos, as medidas são essenciais para, numa situação real, preservar a aeronave e sua carga para que a autoridade responsável faça as averiguações necessárias. “Fazemos este treinamento com freqüência com o militares e a realização da PARBRA III também é uma oportunidade para o exercício”, afirma.


61 ANOS DE CRIAÇÃO DA ESQUADRILHA DA FUMAÇA





No dia 14 de maio de 1952 acontecia a 1ª demonstração oficial da Esquadrilha da Fumaça.


Nossos agradecimentos àqueles que com grande ideal fizeram nascer esse Esquadrão!


Vida longa ao Esquadrão de Demonstração Aérea!


Fumaça... Já!!

Chega para lá!!! Novo ministério funcionará em prédio do Comando do Exército


Novo ministério funcionará em prédio do Comando do Exército

Novo gabinete de Afif funcionará em prédio do Exército, na Esplanada


O ministro da recém-criada Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos (PSD), terá seu gabinete montado em metade de um andar do prédio até então ocupado pelo Comando do Exército, na Esplanada dos Ministérios. Segundo o Exército, no segundo semestre deste ano tanto o prédio principal quanto o anexo estarão desocupados pela Força. Afif tomou posse na última quinta-feira (9), na 39ª pasta criada pelo governo Dilma Rousseff. A criação da nova pasta garantirá à presidenta Dilma, no projeto de reeleição, 1 minuto e 39 segundos de tempo de TV no programa eleitoral do ano que vem. De acordo com reportagem do Estadão, a desocupação de prédios dos comandos militares não vai parar por aí. Antigos ministérios — e hoje comandos da Aeronáutica e da Marinha — também terão novas sedes fora da Esplanada.
Cláudio Humberto/montedo.com

I made this widget at MyFlashFetish.com.

Ultimas Postagens

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...