Minha foto
O SENTINELA - Nos adicione em https://www.facebook.com/sentinela.brasil

Seguidores

O projeto Excelências traz informações sobre todos os parlamentares em exercício nas Casas legislativas das esferas federal e estadual, e mais os membros das Câmaras Municipais das capitais brasileiras, num total de 2368 políticos. Os dados são extraídos de fontes públicas (as próprias Casas legislativas, o Tribunal Superior Eleitoral, tribunais estaduais e superiores, tribunais de contas e outras) e de outros projetos mantidos pela Transparência Brasil, como o (financiamento eleitoral) e o (noticiário sobre corrupção).

O projeto disponibiliza espaço para que os políticos retratados apresentem argumentos ou justificativas referentes a informações divulgados no projeto, como noticiário que os envolva, ocorrências na Justiça e Tribunais de Contas, informações patrimoniais e outras. Para providenciar o registro de algum eventual comentário, solicita-se que o político entre em contacto com a Transparência Brasil.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Militares defendem o ouro negro que sai do pré-sal



Paulo Maia

Rio - Voz baixa, olhar atento e corpo jovem descrevem o militar que ocupa uma das funções mais importantes do navio de guerra Almirante Saboia, da Marinha do Brasil. O marinheiro Alan de Carvalho tem apenas 22 anos, mas já trabalha como vigia do mar e, por isso, é um dos responsáveis pela defesa dos poços de petróleo da camada do pré-sal, ouro negro que a presidenta Dilma Rousseff decidiu, na sexta-feira, investir integralmente para melhorar a educação no país.


Na parte externa e mais alta da embarcação, com um binóculo e um rádio pendurados no pescoço, o marinheiro Alan avisa a tripulação sobre a presença de qualquer objeto estranho na água. O posto solitário serve para complementar a varredura feita pelos radares e nunca fica vazio, inclusive no período da noite e nas madrugadas.
“Tenho que ficar sempre atento. Barcos pesqueiros, lixo e manchas de óleo não são detectados pelos equipamentos. Estou aqui para vigiar o mar”, revela o marinheiro, que serve no Almirante Saboia há um ano. “Tenho orgulho de exercer essa função que é uma das mais importantes”, conta o militar.
 
Imagem 
Durante exercício militar que simulava ataque aéreo, praça abastece metralhadora e fica a postos, atento à ordem para atirar
| Foto: Severino Silva / Agência O Dia“À noite é mais complicado.
Os barcos pesqueiros, muitas vezes, navegam no escuro e fica difícil localizá-los na água. Mesmo assim, já consegui alertar a tripulação sobre a presença de um desses bem próximo ao navio”, diz Alan, que não desgruda os olhos do binóculo.
Na última terça-feira, o vigia do mar do navio de guerra Almirante Saboia foi um dos protagonistas da simulação de ataque aéreo a navios da Marinha. O exercício, que é parte da Atlântico III — operação promovida pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica — foi feito a 100 km da costa do Rio, na região chamada Amazônia Azul, área litorânea que engloba a área do pré-sal.
“É uma área que tem importância estratégica para o Brasil”, resume o comandante da simulação de ataque aéreo, contra-almirante Marcio Ferreira de Mello.
A simulação contou ainda com exercícios de interceptação de navio de pesquisa, combate a incêndio, tiros reais e transporte de carga entre dois dos quatro navios de guerra que participaram do exercício. A operação Atlântico III foi coordenada pelo Ministério da Defesa e teve como objetivo adestrar 10 mil militares para manter a vigilância sobre as matrizes energéticas brasileiras. Além de atividades militares, foram promovidas ações cívicas.
Amazônia azul tem a maior biodiversidade do Brasil
Segundo o contra-almirante Marcio Ferreira de Mello, a região do pré-sal tem importância estratégica para o Brasil porque reúne grandes reservas de recursos naturais.
Cerca de 95% do comércio exterior do Brasil é transportado por via marítima, o que aumenta a importância estratégica dessa região.
A ‘Amazônia Azul’ é uma extensa área oceânica adjacente ao litoral que corresponde a mais da metade da área total do continente brasileiro. Trata-se de um espaço marítimo de grandes dimensões, com recursos naturais incalculáveis.
Os limites das águas jurisdicionais são linhas sobre o mar que não existem fisicamente. O que as define é a patrulha de navios e também ações de presença no oceano, como a operação ‘Atlântico III’.
O local apresenta biodiversidade maior que a Amazônia Verde. Além disso, é neste local que o país retira a maior parte do petróleo e do gás natural.
A Marinha ressalta que, sem o petróleo, uma crise energética e de insumos poderia paralisar o Brasil, o que geraria a dúvida sobre a competência brasileira para manter a auto-suficiência energética.
De acordo com a Marinha, dependência do Brasil em relação ao tráfego marítimo é uma vulnerabilidade que precisa ser protegida.

Nenhum comentário:


I made this widget at MyFlashFetish.com.

Ultimas Postagens

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...