Minha foto
O SENTINELA - Nos adicione em https://www.facebook.com/sentinela.brasil

Seguidores

O projeto Excelências traz informações sobre todos os parlamentares em exercício nas Casas legislativas das esferas federal e estadual, e mais os membros das Câmaras Municipais das capitais brasileiras, num total de 2368 políticos. Os dados são extraídos de fontes públicas (as próprias Casas legislativas, o Tribunal Superior Eleitoral, tribunais estaduais e superiores, tribunais de contas e outras) e de outros projetos mantidos pela Transparência Brasil, como o (financiamento eleitoral) e o (noticiário sobre corrupção).

O projeto disponibiliza espaço para que os políticos retratados apresentem argumentos ou justificativas referentes a informações divulgados no projeto, como noticiário que os envolva, ocorrências na Justiça e Tribunais de Contas, informações patrimoniais e outras. Para providenciar o registro de algum eventual comentário, solicita-se que o político entre em contacto com a Transparência Brasil.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

PAINEL DE ECONOMISTAS AVALIA POR QUE A ECONOMIA DO BRASIL NÃO DECOLA




O Brasil "decola", diz a legenda em inglês 

Ruth Costas, da BBC Brasil em Londres
Até 2011, a imprensa e mercados internacionais pareciam tomados por um grande entusiasmo em relação ao crescimento brasileiro. “O Brasil decola”, anunciou em 2009 a revista britânica The Economist, fazendo um diagnóstico que, à época, parecia ser unanimidade. A recente polêmica aberta em um artigo da mesma Economist chamava a economia brasileira de “criatura moribunda” – e anunciava: “O Brasil despenca” – dá a medida de como o clima mudou em relação ao País em 2012. “Este foi o ano em que passamos de uma ‘brasilmania’ – um grande entusiasmo no exterior em relação ao Brasil – para uma visão mais realista e cética sobre o potencial do País. Agora, na imprensa e entre os mercados e investidores há muita incerteza sobre os rumos que a economia brasileira tomará a partir de 2013″, disse à BBC Brasil Marcos Troyjo, diretor do BRICLab da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos. Leia mais na BBC Brasil.
BZ-As razões do insucesso brasileiro: mão de obra de baixa qualificação, baixo investimento em educação, infrestrutura  deficiente (portos, aeroportos, estradas, ferrovias), burocracia elevada, corrupção, falta de clareza nas regras, e alta intromissão do governo na economia, atc... Podem escrever nada aí, que não vai dar nada diferente disso. Todos nós sabemos.

http://blogdozeca100.blogspot.com

Homem assaltava soldados do Exército com arma de brinquedo

Polícia prende acusado de roubar soldados do Exército com arma de brinquedo

DN Online - Diário de Natal On-line



Policiais civis de Natal (RN) prenderam um homem identificado como Gleydson Clementino da Silva, o "Novinho" acusado de praticar pelo menos 20 assaltos usando armas de brinquedo e na maioria dos casos as vítimas eram soldados do Exército.
De acordo com informações do chefe de Operações da 2ªDP, Judas Tadeu, o acusado geralmente abordava as vítimas na região do canto do Mangue, nas proximidades do Mercado do Peixe, mostrando um revólver que era de brinquedo e roubava pertences das vítimas, em sua maioria telefones celulares.
Porém na manhã desta quarta-feira os policiais montarem campana, Gleydson foi preso após assaltar um cozinheiro. O acusado foi conduzido para a delegacia e após ser autuado em flagrante irá para uma unidade prisional. As outras vítimas do acusado serão chamados para identifica-lo.
Diário de Pernambuco/montedo.com

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Militares da FAB participam de campeonato mundial de tiro esportivo na China



A Seleção Brasileira Militar de Tiro esportivo participou, entre os dias 1 e 9 de dezembro, do 47º Campeonato Mundial Militar, realizado na cidade de Guangzhou, na China. Na competição foram realizadas provas masculinas de Fogo Central e Pistola Rápido Militar e provas femininas de Pistola Sport, Pistola Rápido Militar, Carabina 3 posições e Carabina Deitado.
As equipes foram compostas por sete atletas do Exército Brasileiro e três atletas da Força Aérea Brasileira (FAB), selecionados no Campeonato Brasileiro das Forças Armadas, realizado em outubro passado.
A FAB foi representada pelo Tenente-Coronel Aviador Julio Antonio de Souza e Almeida; Capitão Intendente Mariana Sakate Abe; e Primeiro-Tenente Intendente Raquel Tereza de Souza Gomes.
 Fonte: CDA

Tabelas com os novos soldos para os próximos três anos

Tabelas com os novos soldos para os próximos três anos, em anexo ao Decreto Lei que trata do reajuste.





Leia o documento na Íntegra aqui.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

STM aumenta pena de ex-soldado que tentou matar seu superior



Brasília, 18 de dezembro de 2012 – O Superior Tribunal Militar manteve a condenação e aumentou a pena de um ex-soldado do Exército pelo crime de tentativa de homicídio de seu comandante.
STM aumenta pena de ex-soldado que tentou matar seu superior
A primeira instância havia condenado o ex-militar a dois anos e oito meses de detenção. Com a decisão do STM, o ex-soldado teve a pena aumentada para quatro anos e nove meses. O Tribunal também manteve a expulsão do ex-soldado das Forças Armadas, declarada pela Auditoria Militar de Recife.
O ex-soldado foi preso em flagrante no 71º Batalhão de Infantaria em Pernambuco quando apontou o fuzil 762 que carregava em serviço para seu superior, um tenente, e tentou disparar a arma diversas vezes sem sucesso. Segundo a denúncia do Ministério Público Militar, o oficial sentiu a falta de três militares quando colocou o pelotão em forma, entre eles o réu. O tenente pediu a uma enfermeira que examinasse os três militares para verificar se eles estavam embriagados. O ex-soldado, então, teria se revoltado porque acreditava ter sido preso injustamente e saiu em direção ao seu superior ao mesmo tempo em que tentava disparar a arma.

Mensagem de fim de ano do Ministro da Defesa aos militares brasileiros no exterior



 
Mensagem de fim de ano do Ministro da Defesa, Celso Amorim, aos militares brasileiros que integram as missões de paz da Organização das Nações Unidas (ONU).


Fonte: Ministério da Defesa

Gasto brasileiro no Haiti chega a R$ 1,9 bi desde abril de 2004




BRASÍLIA - Sem previsão para deixar o Haiti, o Exército gastou, de abril de 2004 a novembro deste ano, R$ 1,892 bilhão na manutenção da tropa no país arrasado por uma guerra civil e, mais recentemente, por um terremoto.
Desse total, a Organização das Nações Unidas (ONU) reembolsou R$ 556,5 milhões para o Tesouro Nacional. Os números são do Ministério da Defesa. Na prática, um gasto de R$ 1,3 bilhão líquido em recursos do Brasil. Em 2004, o governo Lula justificou que a participação na missão de paz da ONU era uma forma de garantir um assento permanente do Brasil no Conselho de Segurança, o que não ocorreu.
Atualmente, o Brasil mantém 1.910 homens das Forças Armadas na Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah). A maioria do contingente brasileiro é do Exército. Ainda há militares da Aeronáutica (30 homens da Força Aérea Brasileira) e da Marinha (200 fuzileiros navais). A meta para 2013 é reduzir o efetivo para 1.200 militares, mesmo número do início da operação, em 2004 – o acréscimo ocorreu após o terremoto de 2010.

Dilma avalia mudança de comandantes militares



Dilma avalia mudança de comandantes militares

Nem mesmo o almoço de confraternização, semana passada, fez a presidenta Dilma mudar de ideia. Ela examina muar os comandantes militares, que estariam muito desgastados nas respectivas forças. Segundo fonte do Ministério da Defesa, trata-se de “fadiga de material” ou de imagem. Cada vez mais isolados, os chefes das três forças se mantêm distantes até mesmos dos respectivos altos comandos.
Cláudio Humberto

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Queridos amigos


Façamos de nossa vida uma extensão da noite de Natal,
renascendo continuamente em amor e fraternidade.
Natal, noite de alegria, Canções, festejos, bonança.
Que seu coração floresça Em amor e esperança!

Militar reformado da Aeronáutica promove trabalho de escultura utilizando rolhas



ImagemDepois de receber a notícia de que estava com um problema neurológico, o militar reformado sub-oficial da Aeronáutica, Carlos Renato Prates, escutou de um médico que deveria fazer alguma coisa para forçar a mente. Baseado nisso, Prates, que hoje está com 66 anos, começou a procurar algo que preenchesse o tempo e o fizesse então trabalhar mais o cérebro.
Na primeira tentativa, o militar começou a fazer palavras cruzadas, mas não obteve sucesso. Após um tempo, ele e a esposa, Marlene Vignol, optaram por procurar na internet informações que pudessem ajudar. Depois de algumas buscas, surgiu a ideia do trabalho de esculturas com rolhas. Carlos Renato Prates conta como descobriu o talento, “O médico disse que eu ia ter que fazer algo para forçar a mente. Então, com 60 anos, comecei a montar esculturas artesanais com rolhas, mas utilizo outros materiais, como alfinete, cola-quente e palitos”, salientou.
O militar que é natural de Cachoeira do Sul e hoje reside em Porto Alegre, explicou de onde surgiu o dom para as esculturas. “Quando eu estava na aeronáutica, realizei um curso de escultura em legumes. Depois, comecei a fazer exposições em alguns locais, hoje tenho uma exposição no Hospital da Aeronáutica de Canoas. No próximo mês, vou para Ribeirão da Ilha, em Florianópolis, e lá estarei mostrando mais uma vez o meu trabalho. Em Porto Alegre, nós possuímos um serviço de buffet e por meio dele conseguimos juntar as rolhas necessárias”, comentou.
Para finalizar, Prates acrescentou que a quantidade de rolhas utilizada varia de acordo com o tamanho do projeto e que geralmente costuma usar uma temática, principalmente nas datas festivas. “Tenho um presépio e uma viação toda montada em escultura de rolha. Dessa vez, trouxe para Rio Grande um trabalho com a temática do Natal. Tenho uma satisfação medonha em promover esse trabalho, não tenho nem como explicar. Já fiz mais de 100 peças, mas eu não vendo, faço por prazer”, finalizou. Em 2013, Prates tem um projeto de implantar oficinas para alguns meninos de uma fundação, ensinando sem cobrar nada.
 Entre os trabalhos apresentados, estão as esculturas de um pavão, de um gaiteiro, de um carro com controle remoto, de símbolos de natal, de um baterista, da ponte do Guaíba, de uma vagoneta, dentre outros.

Chega ao Brasil a quinta aeronave Lockheed P-3AM Orion




O 5° avião de patrulha marítima Lockheed P-3AM Orion da Força Aérea Brasileira chegou hoje à Base Aérea de Salvador-BA. O avião matrícula 7204 saiu da Espanha na sexta-feira e chegou neste sábado ao Brasil.

Aos poucos a FAB vai formando sua frota de aeronaves para cuidar da imensidão da “Amazônia Azul” e dos interesses do Brasil no Atlântico Sul.

Livro Revela Histórias Inéditas do ITA Contadas por Ex-Alunos


Brazilian Space


Estudantes formados pela escola de engenharia mais disputada do país revelam a rotina e a relação afetiva com o instituto

Xandu Alves
São José dos Campos
 
A melhor escola do mundo para quem nela estuda. É assim a definição dos iteanos, os estudantes do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), de São José dos Campos, para a principal escola de engenharia do país.

Mas eles nem sempre concordam entre si, como revela um deles: “Ser iteano é discordar sempre de outro iteano, mesmo que ele concorde com você”.

Aparentemente contraditória, a frase do engenheiro mecânico-aeronáutico Marcelo Dias Ferreira, estudante da turma de 1994 e presidente da AEITA (Associação dos Engenheiros do ITA) desde 2010, mostra bem a complexidade que é a vida de quem passa cinco anos envolvido com o instituto. Esse é o tempo de dedicação dos alunos a um dos sete cursos oferecidos no ITA, cujo vestibular é um dos mais concorridos do país.

Coronel do Exército é flagrado dirigindo com garrafa de cerveja em Goiânia




Um coronel do Exército foi flagrado dirigindo com uma garrafa de cerveja no
 colo, em Goiânia. Pego com a garrafa de cerveja dentro de um isopor 
entre as pernas, o coronel está detido em um presídio militar.
Apesar de sua mulher ter confirmado que ele havia bebido, o militar se negou
 a fazer o teste do bafômetro.
Ele foi autuado na nova Lei Seca, que aperta o cerco contra motoristas 
embriagados.

PM DO PARANÁ OBRIGA SOLDADOS A TROCAR BOINA POR GORRO (que palhaçada...)


Absurdo! Ordem ilegal não se cumpre. Gorro de papai noel não existe no RUIPM. O engraçado é que o natalino coronel deu a ordem, porém não usa o gorro...a que ponto alguns estados chegam...Paraná deu exemplo circense para o policiamento comunitário. O policial será respeitado não pelo gorro...mas, pela farda, pela atitude diante da ocorrência...daqui a pouco vão substituir a continência pelo grito: Oh, oh, oh...a que ponto chegamos... 
O policial será respeitado não pelo gorro...mas, pela farda, pela atitude diante da ocorrência...daqui a pouco vão substituir a continência pelo grito: Oh, oh, oh...a que ponto chegamos...
O que está acontecendo?
O que você faria se recebesse a determinação de usar o gorro?

Alto Comando do Exército reforça esquema de segurança a Joaquim Barbosa, após duas ameaças


Por Jorge Serrão - alertatotal

Exclusivo – O Alto Comando do Exército ratificou ontem que continuará sendo o principal responsável pela segurança pessoal do presidente do Supremo Tribunal Federal. A cúpula militar ainda determinou um reforço no esquema que protege Joaquim Barbosa, depois de detectar pelo menos duas ameaças, nas últimas 48 horas, ao ministro que relatou o processo do Mensalão. Além de escolta, Barbosa agora contará também com vigilância inteligente durante a noite.


A ordem oficial de reforço veio às 14h 52 minutos de sábado. O documento reservado foi providencialmente assinado pelo General José Elito, membro do Alto Comando do EB e ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República. Além das ameaças detectadas pela inteligência militar, o reforço foi justificado por um estranho fato burocrático ocorrido na sexta-feira.

Na hora em que Barbosa se preparava para encerrar o expediente no STF, veio uma suposta ordem do Ministério da Defesa para que o pessoal militar que fazia a segurança de Barbosa fosse substituído. A nova orientação seria que Barbosa, após o julgamento do Mensalão, voltaria a contar com a proteção de agentes do Judiciário ou da Polícia Federal. Acontece que os servidores da Agência Brasileira de Inteligência, a serviço do GSI e do EB, resolveram não cumprir a estranha ordem, já que não tinham recebido qualquer comunicado oficial sobre a troca.

Joaquim Barbosa foi para sua residência oficial vigiado por duas diferentes equipes de escolta. Avesso à segurança pessoal, Barbosa reclamou do excesso de pessoal militar com o qual já estava habituado a conviver. Ontem, o conflito de atuação foi desfeito. O General Elito, pessoalmente, reafirmou que só o Alto Comando do Exército ficará responsável por ordens acerca do esquema especial de segurança a Joaquim Barbosa. O serviço continua a ser executado por agentes de inteligência e oficiais do EB.

O esquema funciona no Rio de Janeiro, neste final e começo de semana, onde Barbosa passa o Natal e responde pelo plantão de recesso do Supremo Tribunal Federal. No Ministério da Defesa, estranhamente, ninguém assume de onde veio a ordem para alterar a segurança de Barbosa. Nas entrelinhas, no meio militar, interpreta-se que foi dado mais um sutil recado do Alto Comando do Exército ao governo e, por extensão, ao Partido dos Trabalhadores – cujos dirigentes, publicamente, vêm hostilizando Barbosa e fazendo críticas ácidas ao Poder Judiciário.
Ao que se sabe até agora, a Presidente Dilma Rousseff apenas tomou conhecimento da pequena confusão, mas não teria interferido no conflito entre a EB-Defesa-GSI, mesmo sendo a comandante-em-chefe das Forças Armadas. Não chegou a se configurar uma “crise militar”. Mas a cúpula do EB reafirmou sua independência para tomar decisões que considere de interesse estratégico para a segurança nacional ou para o pleno funcionamento das instituições democráticas. Se os petistas souberem ler, este pingo de decisão dos Generais é uma letra maiúscula de que não se aceitará um desrespeito às regras institucionais e constitucionais.


O recado do EB foi direto: a petralhada deve parar de falar e fazer besteiras contra o frágil regime democrático no Brasil.

Marinha mobiliza 110 militares para fiscalizar embarcações



Rio: 110 militares vão fiscalizar embarcações no réveillon


DOUGLAS CORRÊA
A Capitania dos Portos do Rio de Janeiro vai utilizar um helicóptero, um navio patrulha, cerca de 20 embarcações de menor porte e um contingente de 110 militares para atuar na fiscalização da festa de réveillon nas praias de Copacabana e do Flamengo, na zona sul da capital fluminse, e em Icaraí, na região oceânica de Niterói. Somente na orla de Copacabana, são esperados mais de 2 milhões de pessoas, de acordo com a Riotur, empresa de turismo do munícipio.
Para a queima de fogos, 17 balsas ficarão posicionadas por 12 rebocadores, sendo 11 em Copacabana, três na Praia do Flamengo e três em Icaraí.
A Capitania dos Portos também é responsável pela organização dos navios de cruzeiro e das embarcações de turismo náutico, de esporte e recreio que ficam posicionados depois da arrebentação para assistir ao espetáculo de queima de fogos. Na orla da Praia de Copacabana, são esperados 13 navios de cruzeiro e cerca de 250 barcos de turismo náutico e de esporte e recreio.
A Capitania dos Portos fará no dia 28, de manhã, uma reunião de coordenação com os envolvidos nos shows pirotécnicos para reforçar os detalhes de segurança no mar. À tarde, os técnicos da Capitania farão inspeção prévia nas balsas, antes do deslocamento das embarcações para os locais onde ficarão para o espetáculo de queima de fogos na passagem do ano.
As embarcações de turismo náutico que deixarem o cais em clubes e nas marinas serão fiscalizadas com rigor para determinar se todos os requisitos de segurança estão sendo cumpridos.
Terra

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Brigadeiro Saito pode estar prestes a pendurar o bibico!


Contratações de filhos de brigadeiros por empresas que mantém negócios com a FAB podem derrubar Saito

Leia a reprotagem na integra no site da revista ISTOE.

O brigadeiro João Manoel Sandim de Rezende poderá substituir Juniti Saito no comando da Aeronáutica. Dilma se irritou ao ler reportagens envolvendo filhos de milicos com lobbies para aquisição de aeronaves.

FAB apresenta os novos aviões da Esquadrilha da Fumaça



ImagemO EDA (Esquadrão de Demonstração Aérea) apresentou nesta semana a primeira aeronave pintada com as cores da Bandeira Nacional. O caça A-29 Super Tucano será utilizado pelos pilotos da Esquadrilha da Fumaça nas apresentações a partir do próximo ano.

A entrega do primeiro avião foi realizada na cerimônia de passagem de comando do EDA. O atual comandante Tenente-Coronel-Aviador Wagner de Almeida Esteves passou o cargo para o Tenente-Coronel-Aviador Marcelo Gobett Cardoso.
A solenidade militar, realizada na AFA (Academia da Força Aérea), em Pirassununga (SP), foi presidida pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro-do-Ar Juniti Saito, e contou com a presença de oficiais-generais do Alto Comando da Aeronáutica.
Design
Em 2001, o Tucano abandonou a pintura avermelhada com faixas brancas e linhas divisórias negras para dar lugar aos tradicionais verde, azul e amarelo, cores ícones do Brasil. Agora, no A-29, o design gráfico permite uma visualização melhor. A bandeira do Brasil foi pintada no leme do A-29 como se estivesse esvoaçando. Outra novidade é que a numeração, que identifica o piloto na esquadrilha, agora fica na lateral da fuselagem e não mais na cauda.
Evolução
Desde que surgiu há 60 anos, esta é a quinta aeronave a ser voada pela Fumaça e o primeiro caça. A Esquadrilha já pilotou o T-6, T-24, T-25 e o último, T-27. Projetado pela Embraer, o A-29 voa pela FAB desde 2005 em missões de ataque e interceptação de aeronaves de baixo desempenho nas regiões de fronteira, como Roraima, Rondônia, Mato Grosso do Sul e, também, no Rio Grande do Norte.
Mudanças à vista
A transição do T-27, utilizado há 29 anos pela Fumaça em mais de duas mil apresentações, para o A-29 Super Tucano iniciará a partir de 2013. A transição é mais que significativa. O caça, mais rápido e com mais que o dobro de potência, permite novas manobras durante as apresentações.
Segundo o novo comandante, Ten. Cel. Gobbet, as acrobacias no A-29 e a adaptação ao modelo de apresentação levarão algum tempo. A Fumaça recebeu três novos pilotos do A-29 em julho desse ano. Eles serão instrutores da nova aeronave aos fumaceiros. Ao mesmo tempo, aprendem as acrobacias da Esquadrilha.
— De acordo com a avaliação que foi feita pelo EDA na Base Aérea de Natal, em janeiro desse ano, a transição será segura e harmoniosa, para que tenhamos um display de demonstração semelhante ao que hoje é praticado.
Cronograma de recebimento - As quatro aeronaves recebidas são biplace, ou seja, comportam duas pessoas. As demais, previstas para o começo do ano que vem, serão entregues em lotes de duas ou três, com conclusão prevista até o final do primeiro semestre.
Passagem de Comando - O Tenente-Coronel Esteves, comandante do EDA há dois anos, é piloto de reconhecimento e participou de mais de 300 demonstrações com a Fumaça. Além da vivência intensa e de grandes eventos que presenciou, como os 60 anos da Esquadrilha, ele se diz muito feliz por ter trabalhado com uma equipe extremamente motivada, na qual o trabalho em equipe fala mais alto. — Pudemos elevar ainda mais o nome da Fumaça. A sensação é de dever cumprido.
O Tenente-Coronel Gobett volta à Esquadrilha, da qual se despediu em 2003, desta vez como comandante.— É um privilégio. O sentimento é de grande satisfação por voltar a fazer o que sempre gostei e sempre há aquela vontade de retomar e fazer as demonstrações, os voos de acrobacia, os voos de dorso.

Trote mobiliza helicóptero, ambulância, bombeiros e causa prejuízo



Solicitante disse que helicóptero havia caído na Mogi-Bertioga. Apenas aluguel de aeronave do modelo da PM custa, em média, R$ 3 mil

Fernanda Lourenço

Uma ligação falsa pedindo ajuda dos bombeiros mobilizou cinco viaturas do 17º Grupamento de Bombeiros, em Mogi das Cruzes, na Região Metropolitana de São Paulo, nesta quinta-feira (20), além de uma ambulância de atendimento avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o Helicóptero Águia da Polícia Militar.
Na ligação, o solicitante disse que um helicóptero havia caído sobre uma árvore perto da Rodovia Mogi-Bertioga, no distrito de Biritiba Ussu, por volta das 11h. Foram deslocados 15 bombeiros, além de médico, motorista da ambulância, piloto do helicóptero, etc.
O major Jean Carlos de Araújo Leite, subcomandante do 17º Grupamento de Bombeiros, explica que por causa desse tipo de atitude quem realmente precisa pode ficar sem atendimento. Além disso, o major explica que os bombeiros e até mesmo a população são colocadas em risco. “Por mais que as viaturas tomem cuidado, elas precisam infringir leis de trânsito, passar por semáforos vermelhos, fazer ultrapassagens, e isso leva perigo às pessoas.”
O major ainda destaca que o custo ao Estado é outro agravante. O Corpo de Bombeiros não tem quanto foi gasto nesta operação, mas o G1 entrou em contato com empresas de táxi aéreo de São Paulo e apurou que o custo médio do helicóptero do modelo esquilo, que é o mesmo do Águia, é de R$ 3 mil por hora. De acordo com o subcomandante do grupamento do Alto Tietê, este foi o tempo de deslocamento da aeronave da Polícia Militar nesta quinta-feira.
No fim da tarde os bombeiros já tinham identificado o número do telefone de onde partiu o trote. Segundo o major, esta foi a quarta vez que um chamado falso foi feito do mesmo telefone. “Nós já havíamos registrado um boletim de ocorrência para que a polícia investigasse quem é o responsável pelo número. Agora estamos tentando levantar mais informações para avisar a polícia mais uma vez e, dessa forma, o autor do trote deve ser responsabilizado”, explica Leite.
De acordo com a Polícia Civil, aplicar trote pode levar à pena de um a seis meses de prisão ou ao pagamento de multa.
DO G1

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Corpo de militar morto em acidente desaparece de hospital no RJ


Ouvidoria da unidade não sabe dizer o que houve com o corpo do jovem.
Douglas da Silva, de 19 anos, morreu após acidente de moto, no domingo.

Do G1 Rio



O corpo do militar do Exército Douglas da Silva, de 19 anos, desapareceu do Hospital da Posse, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. No domingo (16), o jovem sofreu um acidente de moto e morreu, conforme mostrou o Bom Dia Rio.
A família registrou o caso na 58ª DP (Posse).

Segundo os familiares de Douglas, um amigo também estava com ele no momento do acidente. A equipe médica informou que ele teve traumatismo craniano e morte cerebral. Segundo a mãe adotiva dele, Márcia Regina da Silva, Douglas era um exemplo de filho. "Ele era um menino muito bom, não me desobedecia nem me respondia", disse.

A irmã de Douglas, Jéssica da Silva disse que foi a última pessoa a vê-lo no hospital. "Os batimentos cardíacos estavam normais, a pressão estava 11 por 7 . A menina falou que o estado dele era o mesmo: grave, mas estava estável. Ele não estava nem melhorando nem piorando", contou.

Jéssica acrescentou que quando foi fazer o reconhecimento do corpo, descobriu que não era do seu irmão. "Ele tem uma queimadura na perna e o corpo não tinha essa queimadura e o cadáver era calvo e ele não era calvo", completou.

A família do jovem disse ainda que a ouvidoria do hospital não sabe dizer o que aconteceu com o corpo de Douglas. O amigo quer estava na moto com ele, teve uma fratura no fêmur e permanecia internado até as 7h30 desta quinta-feira (20).

Cabo da Marinha e namorada morreram asfixiados dentro de garagem no RJ

Delegado diz que casal morreu asfixiado por gás carbônico em São Gonçalo


Cartaz: Divulgação

O delegado Henrique Vianna, adjunto da 73ª DP (Neves), disse, nesta quarta-feira, que o casal de namorados Diogo Moreira Quadros, de 23 anos, e Verônica Souza de Leão, de 21, não foram assassinados. Segundo ele, os dois morreram asfixiados por gás carbônico enquanto namoravam no carro. O Gol - com a chave virada na ignição, bateria arriada e botão do ar-condicionado na posição ligado - estava na garagem da casa em que Verônica e Diogo morariam, na Rua Pio Borges, no bairro da Covanca, em São Gonçalo.
- Não houve nada criminoso, nem crime passional, nem nada. Não encontramos marcas de tiros, nem digitais. Eles foram asfixiados. Começaram a namorar no carro, com o ar-condicionado ligado, e desmaiaram - contou Henrique Vianna.
De acordo com o delegado, a perícia ainda será feita no local. O laudo técnico confirmará se houve ou não uma terceira pessoa na garagem.
O avô de Verônica, Acildo Delião, foi até à casa.
- Um casal apaixonado faz qualquer coisa. Foi uma tragédia - disse ele.
Os corpos foram retirados da garagem no início da tarde desta quarta e levados, num rebecão, para o Instituto Médico-Legal (IML). A garagem em que estava o Gol é muito pequena - cerca de três metros quadrados - e não tem janelas.


Abordagem em frente ao prédio

Verônica e Diogo desapareceram na quinta-feira passada. Eles voltavam de um supermercado em Niterói - município vizinho de São Gonçalo. Segundo parentes contaram três dias depois, por volta das 22h30m, ambos foram abordados por assaltantes na entrada do prédio onde Verônica morava, no bairro do Rocha. Desde então, não havia mais notícias sobre os dois e o veículo. Na segunda-feira desta semana, a polícia descartou esta versão.
O Disque-Denúncia (2253-1177) chegou a oferecer uma recompensa de R$ 2 mil por pistas que ajudassem a localizar Verônica e Diogo. O desaparecimento ocorreu 11 dias antes do noivado do casal, que aconteceria na noite de Natal.


Compras no supermercado
No dia do desaparecimento, Verônica tinha saído mais cedo do trabalho por falta de energia no escritório. Diogo, que estava de folga pelo feriado do Dia do Marinheiro, resolveu pegar a namorada para ir ao supermercado adiantar as compras de Natal. O militar deixou sua casa na Covanca e chegou ao prédio de Verônica por volta das 18h. Meia hora depois, os dois saíram juntos de carro.
A família chegou a fazer buscas em hospitais e IMLs. A policia fez uma levantamento e descobriu que não houve movimentação bancária nem uso dos cartões do casal no tempo em que ficaram desaparecidos.

O carro na porta da garagem. Foto: Rafael Soares / Extra

Extra/montedo.com

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

MPM denuncia sargento da Marinha por incêndio na Base da Antártida.



Sargento é denunciado por incêndio na Antártica
Se condenado, Luciano Gomes Medeiros pode pegar até 16 anos de prisão

Sargento Luciano Medeiros, ferido no incêndio da Base Comandante Ferraz, ao chegar ao Chile
(Imagem: La Prensa Austral)

Quase dez meses após o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz e matou dois militares da Marinha que tentaram combater as chamas, em fevereiro, o Ministério Público Militar (MPM) denunciou à Justiça, anteontem, o primeiro-sargento Luciano Gomes Medeiros, de 45 anos, pelos crimes de homicídio culposo (sem intenção de matar) e dano em instalações navais e em estabelecimentos militares. De acordo com o Código Penal Militar, se condenado, Medeiros pode pegar até 16 anos de prisão (1,5 a 6 anos pelas mortes e 4 a 20 anos pelo dano).
O processo tramita em segredo de Justiça na 1ª Auditoria da Justiça Militar no Distrito Federal, mas o jornal O Estado de São Paulo apurou a identidade do denunciado. Medeiros sofreu queimaduras nos braços e ficou nove dias internado. Segundo a denúncia do MPM, por volta das 23h30 de 24 de fevereiro, o militar decidiu transferir o combustível óleo diesel antártico (de combustão imediata) dos tanques de armazenamento para os dois tanques de serviço, cuja capacidade é de 5 mil litros cada um. Os equipamentos ficavam na praça de máquinas, próximos aos geradores de energia elétrica. Medeiros, segundo o MPM, acionou a bomba de transferência e, como a operação levaria cerca de meia hora, retornou à sala de estar da base, onde ocorria uma festa de despedida de uma veterana pesquisadora. Ele permaneceu na sala de estar até 0h40 do dia 25, quando houve uma queda de luz. O sargento se dirigiu à praça de máquinas e deparou-se com o incêndio, já de grandes proporções.

Medeiros na Antártida (foto: arquivo pessoal)

Laudos do Núcleo de Perícia Judiciária da Marinha e do Setor Técnico-Científico da Polícia Federal, além de parecer técnico da Diretoria de Engenharia Naval, constataram que, como Medeiros deixou de encerrar o procedimento de transferência de combustível no tempo adequado, os tanques de serviço transbordaram. O óleo diesel antártico teve contato com as partes quentes do gerador de energia elétrica em funcionamento, provocando a combustão e o incêndio que destruiu cerca de 70% da base brasileira. Os laudos avaliaram o prejuízo causado pelas chamas em R$ 24,6 milhões.
Em depoimento no Inquérito Policial Militar (IPM) instaurado pela Marinha após o episódio, Medeiros disse que retornou à praça de máquinas após 20 minutos e desligou a bomba de transferência do combustível. O militar também afirmou que saiu da sala de estar antes da queda de energia para inspecionar os evaporadores do aquário, momento em que teria avistado as chamas. Entretanto, testemunhas que estiveram com ele durante a confraternização afirmaram que o sargento permaneceu durante todo o tempo na sala de estar, de onde saiu somente após a queda de energia - quando o incêndio já estava ocorrendo.
O jornal O Estado de São Paulo, que apurou as informações, telefonou nesta sexta-feira para o celular de uma filha de Medeiros e para o telefone fixo que seria da residência do militar, mas não conseguiu contato. Ninguém foi encontrado no endereço correspondente à linha telefônica. No processo que consta da página do Superior Tribunal Militar (STM), não havia identificação do advogado de Medeiros.
Zero Hora/montedo.com

Forças Armadas farão pesquisa nos quartéis sobre DST/AIDS


Força Militar: Pesquisa em 18 quartéis do país


MARCO AURELIO REIS
Militares de 18 organizações das Forças Armadas Brasileiras, como quartéis e escolas de formação, vão passar por pesquisa que vai apurar aspectos biológicos e comportamentais sobre doenças sexualmente transmissíveis, principalmente HIV/Aids. O levantamento, que prevê testes sorológicos voluntários para o HIV, deverá, antes, ser aprovado pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa do Conselho Nacional de Saúde (Conep-CNS).
Paralelamente à pesquisa, serão formados no ano que vem 600 educadores que terão função de prestarem informações no interior dos quartéis. O levantamento integra o projeto “Avanzada Coprecos”, que foi proposto pelo Comitê de Prevenção e Controle da DST/Aids das Forças Armadas da América Latina e Caribe.


NORDESTE E SUL

As organizações militares que vão passar pela pesquisa sobre DST/Aids ficam em Natal (RN), Recife (PE), Brasília (DF), Rio Grande (RS), Porto Alegre (RS) e Canoas (RS).
Força Militar

SP:advogado é detido após disparar rojão contra militares do Exército




Homem é detido após disparar rojão contra militares do Exército
Suspeito ainda deu tiros para o alto na Vila Sônia





Um homem, de 57 anos, foi detido depois de disparar um rojão contra militares do Exército que estavam numa loja de conveniência, na avenida Eliseu de Almeida cruzamento com a rua Mario Rios, no bairro Vila Sônia, na zona oeste de São Paulo.
De acordo com a polícia, os militares saíram do posto e foram até o local de onde partiu o rojão, a casa do homem. Ao ver a chegada dos militares, ele pegou um revólver e passou a atirar para o alto.
A PM foi acionada e ao tentar falar com o homem, ele passou a xingar os policiais. O agente então pulou o muro e deteve o homem.
O caso foi encaminhado ao 34º Distrito Policial.
R7/montedo.com

Granada do Exército encontrada em parque gera apreensão em Porto Alegre



Artefato encontrado no Gasômetro é morteiro de treinamento do Exército
Gate descartou risco de explosão em objeto utilizado na prática de militares


Cor azul no morteiro indica que objeto não oferece risco de explosão. Veja mais fotos
Crédito: Samanta Klein / Especial CP

A suposta bomba que causou algum temor de explosão nos arredores da Usina do Gasômetro, na tarde deste domingo em Porto Alegre, era na verdade um morteiro de treinamento do Exército. O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) isolou o local onde estava o artefato e o envolveu numa manta balística para evitar riscos. O objeto, no entanto, não apresenta riscos de detonação, conforme a Brigada Militar.


Movimentação chamou a atenção de populares
que passavam pelo Gasômetro
Crédito: Jackson Zanini / Especial CP

De acordo com o capitão do Gate, Glênio Argemi, a cor indica que o objeto não é um armamento. "É um morteiro do Exército, mas sem potencial explosivo. O azul caracteriza como artefato de exercício", explicou. "Envolvemos o material em uma manta balística e levaremos para um lugar seguro, uma pedreira onde não terá qualquer risco", relatou mesmo assim.
Argemi salientou que a localização do morteiro nas proximidades do Gasômetro causa estranheza e poderá ser investigada. "Esse tipo de material quem mantém propriedade é somente o Exército. Isso foi desviado de algum aquartelamento para acabar aqui. Não tem potencial para ferir cidadão que maneje ela, no entanto", avaliou.
Com informações de Samantha Klein/Rádio Guaíba.
Correio do Povo/montedo.com

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Aprovada criação do Quadro de Oficiais de Apoio da Aeronáutica



Simone Franco

A criação do Quadro de Oficiais de Apoio da Aeronáutica foi aprovada, nesta quarta-feira (12), pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). Segundo justificou o Ministério da Defesa, a contratação de profissionais de nível superior nas áreas de saúde, ciências exatas e humanas, infraestrutura e atendimento sanitário vai suprir deficiências geradas pela aposentadoria de militares dessas áreas e redução gradativa do recrutamento de oficiais temporários.
A medida consta de projeto de lei da Câmara (PLC 104/2012), também aprovado pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE). O relator na CCJ, senador José Pimentel (PT-CE), recomendou sua aprovação com apenas uma emenda aprovada na CRE, que resgatou o limite de idade (18 a 32 anos) proposto no projeto original para matrícula dos futuros oficiais de apoio da Aeronáutica no estágio de adaptação.
A exemplo do relator na CRE, senador Anibal Diniz (PT-AC), Pimentel rejeitou emendas que pretendiam criar um quadro especial de suboficiais e sargentos da Aeronáutica.
- A proposta original encaminhada pelo Poder Executivo e a emenda aprovada na CRE obedecem aos requisitos formais, sem afrontar o texto da Constituição. Qualquer alteração em seu texto que vise estender benefícios a outros segmentos, além de desviar do objeto do projeto original, inevitavelmente não pode ser acatado, seja por vício de iniciativa, seja por inadequação financeira - justificou Pimentel.
A matéria segue agora para o Plenário do Senado para votação em regime de urgência.

Justiça Federal anula punição contra sargento do Exército porque o comandante não lhe deu chance de defesa

RIGOR EXCESSIVO
Militar não pode ser punido antes de se defender

Jomar Martins
A 3ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região manteve sentença que anulou uma punição com detenção porque o comandante não deu chance de defesa ao militar e ainda aplicou pena mais severa do que a indicada pela comissão processante. A decisão foi tomada na sessão de julgamento ocorrida dia 5 de dezembro.
O desembargador que relatou a Apelação em Reexame Necessário, Fernando Quadros da Silva, reconheceu que o episódio representou clara afronta ao devido processo legal — formal e material —, à ampla defesa, ao contraditório e, sobretudo, ao dever de motivação, conforme dispõe os artigos 5º, incisos LIV e LV, e 37, da Constituição Federal.
A advogada Sue Ellen Pan y Agua Sevalt Ferreira foi a juízo contra ato do comandante da 2ª Companhia Engenharia de Combate Mecanizada do Exército, sediada em Alegrete (RS), que determinou detenção disciplinar, por dez dias, de Júnior de Oliveira Ferrari.
No Habeas Corpus, ela sustentou a ilegalidade do Inquérito Policial-Militar (IPM) e do Procedimento Administrativo-Disciplinar (PAD) que embasaram a prisão, tendo em vista a insuficiência de provas e a inobservância dos princípios do devido processo legal, da ampla defesa e do contraditório. Afinal, a comissão processante concluiu pela aplicação da pena de detenção por três dias e o militar foi penalizado com dez dias.
Conforme a sentença, o militar punido transgrediu a disciplina do Exército, em fato ocorrido no dia 11 de novembro de 2011. Ele teria ‘‘deixado de empenhar-se para que não ocorresse falha no serviço, de fiscalizar a execução do serviço, de controlar o rodízio de descanso dos guardas, de passar em revista aos militares da guarda e de verificar se as sentinelas tinham pleno conhecimento das ordens particulares relativas aos seus postos’’.
O juiz federal substituto Aderito Martins Nogueira Júnior, da Vara Federal de Uruguaiana (RS), disse que a decisão que agravou de três para dez dias o prazo de detenção disciplinar não conta com qualquer fundamentação ou justificativa. Da mesma forma, entendeu que houve desrespeito à norma do artigo 35, inciso VIII, do Decreto 4.346/02, a qual exige que a decisão punitiva aplicada em expediente disciplinar militar fundamente, de forma objetiva e direta, o eventual não-acolhimento de alegações formuladas ou de provas apresentadas.
Assim, o magistrado reconheceu a nulidade do PAD e, por consequência, da pena de detenção imposta ao autor. Com base no artigo 648, inciso VI, do Código de Processo Penal (CPP), e no artigo 35 do Regulamento Disciplinar do Exército, concedeu o Habeas Corpus.
Clique aqui para ler a sentença e aqui para ler o acórdão.

Conjur via montedo.com

Soldado da FAB é preso após assaltar sindicato dos caminhoneiros do Ceará




Vinícius de Felipe foi reconhecido pelas vítimas do assalto
e acabou autuado na DRF FOTO: NATINHO RODRIGUES

Soldado da Base Aérea assalta sede de sindicato


Um soldado da Base Aérea de Fortaleza foi preso e autuado em flagrante, na tarde de ontem, após assaltar a sede do Sindicato dos Caminhoneiros do Ceará, situada na Rua Solon Pinheiro.
Vinícius de Felipe Patrício Ferreira estava acompanhado de um adolescente e outro adulto, ainda não identificado, quando entrou na sede e anunciou o assalto, levando R$9 mil, um cordão de ouro e relógios.
De acordo com o major Níbio Araújo, comandante da 5ª Cia do 1º Batalhão de Policiamento Comunitário (BPCom), os bandidos tentaram fugir em um Celta preto, de placa JGG-5660, que pertence a outro soldado da Base Aérea, mas foram perseguidos e capturados pelo Ronda do Quarteirão, viatura de prefixo 1011, na Avenida Duque de Caxias, no Centro. Um dos assaltantes está foragido e o adolescente foi encaminhado para DCA. A Polícia conseguiu recuperar os objetos roubados, o dinheiro e um revólver de calibre 38.

Sentinela de quadra residencial de generais em Brasília é condenada por furto



Brasília, 12 de dezembro de 2012 – O Superior Tribunal Militar manteve a condenação de um ex-soldado do Exército a um ano e dois meses de reclusão por ter furtado trinta e cinco objetos de casas de militares.
Sentinela de quadra residencial de generais em Brasília é condenada por furto
O ex-militar abandonava o posto de sentinela da quadra residencial de generais em Brasília para realizar os furtos.
O ex-soldado foi preso em flagrante por um tenente que chegou em casa no momento em que o réu saía com os bens furtados. O ex-militar confessou os crimes e a maior parte dos objetos anteriormente furtados em outras casas foi encontrada no armário do ex-militar. A perícia estimou o valor total dos furtos em mais de R$ 14 mil.
A Auditoria Militar de Brasília condenou o ex-soldado por unanimidade de votos. Mas a Defensoria Pública da União (DPU) recorreu ao Superior Tribunal Militar pedindo que a pena fosse reduzida. Segunda a defesa, o réu restituiu os bens furtados e o Código Penal Militar prevê a aplicação de atenuante nos casos de devolução. Para a DPU, a pena de um ano e dois meses foi desproporcional.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Projeto que cria Quadro de Oficiais de Apoio da Aeronáutica vai a plenário com urgência



Teresa Cardoso

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) aprovou, na manhã desta terça-feira (11) projeto que cria o Quadro de Oficiais de Apoio (QOAp) no Corpo de Oficiais da Ativa do Comando da Aeronáutica. Atendido requerimento do relator da matéria, senador Aníbal Diniz (PT-AC), o projeto vai em regime de urgência à decisão do Plenário.

De acordo com o projeto (PLC 104/12), os integrantes do QOAp exercerão cargos militares de apoio à atividade-fim, tanto de natureza técnica quanto administrativa e gerencial, relativos às suas especialidades ou outros cargos e funções que lhes forem atribuídos, de acordo com os interesses da Aeronáutica.

O novo Quadro, cujo preenchimento se dará mediante a realização de concurso público específico e conclusão com aproveitamento de estágio de adaptação, será constituído de postos ordenados hierarquicamente de primeiro-tenente a coronel.
O projeto estabelece, ainda, que os cargos providos do QOAp são aqueles remanejados do Quadro Complementar de Oficiais da Aeronáutica e do Quadro Feminino de Oficiais, nos limites fixados pela lei.
A iniciativa foi aprovada com uma única alteração: a que impõe a idade mínima de 18 anos e máxima de 32 anos como requisito para ingresso como aluno no estágio de adaptação para inclusão no QOAp. O projeto original limitava-se a mencionar a idade mínima de 18 anos.

Militar é preso com 744 quilos de maconha em Amambai



Clique na Imagem para ampliá-la

Após o carro sair da pista e capotar, sofrendo diversas avarias, os policiais encontraram no interior do Golf, 744 quilos de maconha. O militar não se feriu com maior gravidade, segundo a polícia. (Fotos: Assessoria PRE e Divulgação)
Um militar do Exército Brasileiro foi preso no final da manhã dessa terça-feira, 11 de dezembro, pela PRE (Polícia Militar Rodoviária Estadual) transportando 744 quilos de maconha, em Amambai.
A prisão aconteceu na Rodovia MS-156, trecho que liga Amambai a Caarapó, a cerca de 35 quilômetros da cidade.
Segundo o boletim de ocorrência, o soldado Dariovaldo Martins da Silva, de 22 anos, lotado no 17º Regimento de Cavalaria Mecanizado (17º RC Mec) e morador na Vila Doriana, em Amambai, se deslocava pela rodovia estadual no sentido Amambai a Caarapó conduzindo um Golf cor preta, placas DME 2110 de Machado-MG, quando teria “furado”, uma barreira da PRE.
De acordo com a polícia, após furar a barreira, o militar seguiu com o veículo em alta velocidade em direção a Caarapó, mas cerca de dois quilômetros adiante acabou perdendo o controle do veículo, que saiu da pista e capotou, possibilitando a prisão do militar.
Segundo a Polícia Rodoviária, em vistoria no interior do veículo os policiais encontraram no bagageiro, 774 tabletes de maconha prensados que depois de pesados, totalizaram 744 quilos da droga.
Indagado pelos policiais, o militar teria relatado que havia pegado do Golf com a droga em um posto de combustível em Amambai e receberia R$ 4 mil reais para levar o veículo com a maconha até a cidade de Caarapó.
Dariovaldo, juntamente com a droga, foi encaminhado par a Delegacia de Polícia Civil de Amambai. Sob acompanhamento de uma equipe do Exército, ele foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, crime que em caso de condenação, acarreta em uma pena que varia de 5 a 15 anos de prisão.
Depois de autuado, o acusado, que segundo as informações é soldado do Exército Brasileiro desde 2009, foi conduzido por uma patrulha militar para o 17º RC Mec, onde permanecerá preso a disposição da Justiça. Ao final do processo o militar poderá até ser expulso da corporação.
Fonte: A Gazeta News 

RECADASTRAMENTO DE APOSENTADOS DA UNIÃO E MILITARES FICA PARA 2013



O governo federal mudou o cronograma e transferiu para o próximo ano a realização do recadastramento de aposentados e pensionistas da União, das Forças Armadas e de anistiados políticos. A ideia é impedir pagamento indevido de benefícios previdenciários, como débito em nome de pessoas que já morreram, reduzindo prejuízos aos cofres públicos. A previsão era de que a atualização cadastral acontecesse esse ano.
Esse cadastramento deve atingir quase 1 milhão de aposentados e pensionistas entre civis e militares. Segundo dados do Boletim de Estatística de Pessoal do Ministério do Planejamento, em julho de 2012, o número de servidores do Executivo aposentados somava 920.866 pessoas, sendo 632.987 civis e 287.879 militares.

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Alunos que prestam ITA encaram rotina 'militar' de estudos


Alojamento de estudantes não tem TV no quarto e internet tem uso restrito.
Vestibular começa nesta terça-feira (11) e segue até sexta-feira (14).

Carolina TeodoraDo G1 Vale do Paraíba e Região
1 comentário
Estudante Luís Júnior saiu de casa há dois anos para se preparar para o vestibular do ITA (Foto: Carolina Teodora/G1)Luís Júnior saiu de casa há dois anos para se
preparar para o ITA (Foto: Carolina Teodora/G1)
Quando completou 15 anos, o estudante pernambucano Luís Leão de Souza Junior, de 17 anos, não pediu viagem de formatura, uma grande festa de aniversário nem uma poupança para comprar o primeiro carro. Nessa idade, ele fez outro pedido para os pais: sair de casa em Petrolina (PE) para morar em São José dos Campos (SP), cidades distantes mais de 2.100 quilômetros.
O objetivo era se preparar para o vestibular do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), com sede no município paulista, que começa nesta terça-feira (11), às 8h, em 22 cidades e capitais do país.

Quase 7.300 estudantes se inscreveram para disputar 130 vagas para os cursos de graduação em engenharia nas especialidades aeronáutica, eletrônica, mecânica-aeronáutica, civil-aeronáutica, da computação e aeroespacial.

“Expliquei para minha mãe que em Petrolina não tinha nenhuma opção de escola ou cursinho forte para me dar essa preparação. Ela demorou para me dar a resposta, mas no final aceitou”, disse.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Força Aérea terá sistema nacional de datalink para comunicação entre aeronaves





A Força Aérea Brasileira assinou nesta quinta-feira (6/12) o contrato para o desenvolvimento do "Link BR2", tecnologia que vai permitir os aviões trocarem dados entre si em pleno voo. O acordo com a empresa Mectron, de São José dos Campos (SP), prevê que até 2016 o sistema deverá estar instalado em quatro caças F-5M, quatro A-29 e dois E-99, além de estações em solo, inclusive para uso do Exército e da Marinha. O planejamento prevê instalar o Link BR2 futuramente em um maior número de aeronaves, além de outros modelos, como helicópteros, aviões de patrulha e de reabastecimento em voo.

"O sistema de datalink é um multiplicador de força para qualquer Força Aérea", afirmou o Brigadeiro Carlos de Almeida Baptista Júnior, Presidente da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), organização da FAB responsável por projetos de aquisição. O Link BR2 vai integrar mais aeronaves da Força Aérea em uma só rede, diferente dos modelos atualmente em uso, que são restritos a aeronaves específicas. Com o novo datalink será possível, por exemplo, um piloto conseguir visualizar todos os dados captados pelo radar de outro avião. 


I made this widget at MyFlashFetish.com.

Ultimas Postagens

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...