Minha foto
O SENTINELA - Nos adicione em https://www.facebook.com/sentinela.brasil

Seguidores

O projeto Excelências traz informações sobre todos os parlamentares em exercício nas Casas legislativas das esferas federal e estadual, e mais os membros das Câmaras Municipais das capitais brasileiras, num total de 2368 políticos. Os dados são extraídos de fontes públicas (as próprias Casas legislativas, o Tribunal Superior Eleitoral, tribunais estaduais e superiores, tribunais de contas e outras) e de outros projetos mantidos pela Transparência Brasil, como o (financiamento eleitoral) e o (noticiário sobre corrupção).

O projeto disponibiliza espaço para que os políticos retratados apresentem argumentos ou justificativas referentes a informações divulgados no projeto, como noticiário que os envolva, ocorrências na Justiça e Tribunais de Contas, informações patrimoniais e outras. Para providenciar o registro de algum eventual comentário, solicita-se que o político entre em contacto com a Transparência Brasil.

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Nota dos EUA sobre o 7 de Setembro fala de 'Quadrilha da Fumaça'

Texto assinado por Hillary Clinton troca 'Esquadrilha' por 'Quadrilha'.

A embaixada informou que a correção foi feita horas depois.



Em nota para felicitar o Sete de Setembro, o Departamento de Estado norte-americano diz que os brasileiros assistirão às acrobacias da “Quadrilha da Fumaça”.

A nota, assinada pela secretária de estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton, foi distribuída para comemorar o Dia da Independência do Brasil, que ocorre nesta sexta-feira.

A embaixada dos Estados Unidos no Brasil informou, por meio da sua assessoria de imprensa, que o texto foi corrigido poucas horas depois de ser distribuído e substituiu a palavra “quadrilha” para “esquadrilha”.

O texto exalta o relacionamento entre o Brasil e os Estados Unidos.

“Enquanto vocês aproveitam o desfile na Esplanada, assistem às acrobacias da ‘Esquadrilha da Fumaça’ ou celebram a ocasião em uma das inúmeras outras festas pelo Brasil, saibam que os Estados Unidos são um parceiro e um amigo. Estamos ansiosos para estreitar nossa relação nos próximos anos, à medida que trabalhamos juntos por um mundo mais próspero”, diz a nota com a correção.

Um comentário:

Anônimo disse...

UMA BOA NOTÍCIA, DEPOIS DE TANTA NOTÍCIA RUIM DENTRO DAS FFAA.
A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado deve votar hoje o retorno do adicional por tempo de serviço para setor público. O substitutivo do senador Gim Argello (PTB-DF) a três propostas de emenda à Constituição (PECs 2, 5 e 68, de 2011) restabelece o benefício para várias carreiras do serviço público federal, estadual, distrital e municipal.
O substitutivo tomou como referencial a PEC 68/2011 por abranger servidores de carreiras específicas dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário em todas as esferas de governo. As PECs 2 e 5, de 2011, resgatavam o adicional por tempo de serviço apenas para juízes, membros do Ministério Público, advogados e defensores públicos.
Além de estender o benefício para os militares, o substitutivo pretende garantir seu pagamento a servidores remunerados por subsídio, como detentores de mandato eletivo, ministros de Estado e secretários estaduais e municipais. Atualmente, a Constituição proíbe o acréscimo de qualquer gratificação, abono, adicional, verba de representação ou outra espécie remuneratória ao subsídio pago pelo exercício dessas funções.
O adicional por tempo de serviço seria fixado em 5% e concedido a cada cinco anos de efetivo exercício, até o limite de 35%. O pagamento dessa vantagem ao funcionalismo público foi revogado por medida provisória editada no governo Fernando Henrique.
As parcelas de caráter indenizatório, como ajuda de custo, diárias e auxílio-moradia, continuariam sendo pagas a todos os servidores públicos abrangidos pelo substitutivo à PEC 68/2011 sem incidir no cálculo do teto constitucional, que limita o valor das remunerações e subsídios pagos no serviço público. Antes de seguir para a Câmara dos Deputados, o substitutivo à PEC 68/2011 precisa passar por dois turnos de votação no Plenário do Senado.
Carreiras que poderão ser beneficiadas
•Detentores de mandato eletivo
•Ministros de Estado
•Secretários estaduais e municipais
•Militares das Forças Armadas


I made this widget at MyFlashFetish.com.

Ultimas Postagens

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...