Minha foto
O SENTINELA - Nos adicione em https://www.facebook.com/sentinela.brasil

Seguidores

O projeto Excelências traz informações sobre todos os parlamentares em exercício nas Casas legislativas das esferas federal e estadual, e mais os membros das Câmaras Municipais das capitais brasileiras, num total de 2368 políticos. Os dados são extraídos de fontes públicas (as próprias Casas legislativas, o Tribunal Superior Eleitoral, tribunais estaduais e superiores, tribunais de contas e outras) e de outros projetos mantidos pela Transparência Brasil, como o (financiamento eleitoral) e o (noticiário sobre corrupção).

O projeto disponibiliza espaço para que os políticos retratados apresentem argumentos ou justificativas referentes a informações divulgados no projeto, como noticiário que os envolva, ocorrências na Justiça e Tribunais de Contas, informações patrimoniais e outras. Para providenciar o registro de algum eventual comentário, solicita-se que o político entre em contacto com a Transparência Brasil.

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Justiça manda dissolver Associações de Praças das Forças Armadas


Justiça manda dissolver Associações de Praças das Forças Armadas

Controle de legalidade
Garantida dissolução de associações de praças do Exército que funcionavam como sindicato


Patrícia Gripp
A Advocacia-Geral da União (AGU) garantiu, na Justiça, a dissolução da Associação de Praças do Exército Brasileiro (Abep) no Ceará e da Associação Nacional de Praças das Forças Armadas do Estado do Ceará (Anprafa). O caso foi acompanhado pela Procuradoria Regional da União na 5ª Região (PRU5).
Os advogados da União demonstraram que os militares não podem criar entidades de classe com as mesmas características de sindicado, conforme determina o artigo 142, parágrafo 3º, inciso V, da Constituição Federal (CF).
Ao analisarem os objetivos sociais traçados pelas associações, eles concluíram que elas foram constituídas a partir de um modelo sindical. "A defesa dos interesses gerais das praças do Exército brasileiros e de seus associados e a criação de comissões de estudo que forneçam subsídios de propostas a instituições, autoridades em geral e ao Exército, de projetos e políticas de interesses dos associados é típica atividade sindical", destacaram.
A PRU5 observou que na ficha de inscrição da associação consta a informação de que existe um Departamento Jurídico à disposição dos associados.
O Juízo de primeira instância acatou os argumentos dos advogados da União e determinou a dissolução das associações, como havia pedido a procuradoria. A Anprafa recorreu ao Tribunal Regional Federal (TRF5), que manteve a sentença.
"De todo o exposto, conclui-se que a apelante desenvolve atividades destinadas a contestar a hierarquia e a disciplina militar, funcionando claramente como organização sindical. Na realidade, embora constituída formalmente como associação, a Apeb é na realidade uma entidade de caráter permanente, que assume o papel de sindicato em todos os seus aspectos", disse a decisão do TRF5.
A PRU5 é unidade da Procuradoria-Geral da União, órgão da AGU.
Ref.: Apelação Cível nº: 526690-CE - TRF da 5ª Região
AGU

AMAN: gurizada, vão tentar a vida noutro lugar!



AMAN: gurizada, vão tentar a vida noutro lugar!

Informe do Dia: Carga pesada


Trinta e quatro alunos pediram trancamento de matrícula após a primeira das três semanas de adaptação dos futuros cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), em Resende. Não suportaram a pesada carga de exercícios imposta pelo programa, considerada excessiva pelos próprios. Segundo informações dos estudantes, os exercícios vão além do necessário para garantir a forma física.
Eles afirmam que têm direito a apenas duas horas de sono e, nesse período, ainda são obrigados pelos instrutores a escreverem redações.


Resposta
A Aman informa não impor castigos físicos aos alunos, sendo os instrutores orientados a tratá-los com dignidade. A academia diz que todos recebem acompanhamento médico e que, ao contrário do afirmado pelos cadetes, ficam liberados entre as 22h e 6h.
O Dia Online

Conheça mais sobre as máquinas de guerra que devem dominar os céus nos próximos anos.


Conheça mais sobre as máquinas de guerra que devem dominar os céus nos próximos anos.


Paulo Guilherme
Boa parte dos caças que atualmente compõem os exércitos estão ultrapassados. A maioria já está em serviço há décadas e, mesmo que ainda seja capaz de enfrentar uma batalha, é fácil perceber que alguns deles simplesmente deveriam ser aposentados.
Mas isso não quer dizer que os exércitos não estejam cientes disso: muitos países já estão colocando novos caças extremamente poderosos em suas linhas de frente, para manter a supremacia aérea pelas próximas décadas. Para que você fique atento a essas novas máquinas de guerra, siga essa lista feita pelo Tecmundo.


1- F-22 Raptor


(Fonte da imagem: F-22 Raptor Team Web Site)

Considerado por muitos como o caça de combate mais poderoso do exército americano, o F-22 foi criado com o objetivo de ser imbatível tanto no ar quanto na terra. Para isso, ele conta com armamentos pesados, como sua metralhadora M61A2 e dois mísseis AIM-9, além de sua capacidade de atingir velocidades de até Mach 1.1 (1.347 km/h).
Ele também pode ser equipado com ainda mais poder de fogo, de acordo com a situação. Assim, ele ganha até seis mísseis AIM-120 AMRAAMs, para uma disputa ar-ar, ou ainda troca quatro deles por duas bombas de 1000 libras GBU-32 JDAMs para o caso de um bombardeio.
Embora não seja sua especialidade, o Raptor é capaz de fazer missões de reconhecimento graças à sua estrutura feita de materiais que o tornam praticamente invisível aos radares. A presença de vários sensores extremamente avançados também ajuda consideravelmente.


2- F-35 Lightning II

(Fonte da imagem: F-35 Lightning II)

Se o Raptor é o caça mais poderoso, o F-35 é o mais versátil. Com um design semelhante ao do F-22, muitos consideram o Lightning II como uma versão menor do primeiro colocado dessa lista. Mas embora eles sejam parecidos, seu uso é um pouco diferente.
Isso porque enquanto o Raptor só consegue ser realmente útil em batalha, o F-35 pode ser usado para todas as ocasiões, de batalhas aéreas a missões de espionagem. Ele também é mais veloz que seu “irmão maior”, atingindo Mach 1.6 (1.960 km/h), e é o único caça existente capaz de decolar em distâncias curtas e pousar verticalmente.


3- T-50 PAK FA

Não são apenas os Estados Unidos que contam com caças poderosos, e o T-50 é o exemplo perfeito disso. Ele foi criado pelo exército russo especialmente para ser o rival do F-22, com especificações quase idênticas às do avião americano, mas custando três vezes menos que ele.
Atualmente, apenas dois protótipos do PAK FA foram apresentados ao público, mas mostraram que ele é realmente capaz de se igualar ao Raptor. Mesmo assim, o F-22 ainda deve ficar com a superioridade por mais algum tempo, já que a produção em massa do T-50 só começará a partir de 2014.


4- Su-47



(Fonte da imagem: Wikimedia Commons)


É difícil não reconhecer um Su-47, mesmo em meio a outros caças. Isso porque suas asas são invertidas, dando a ele uma aparência peculiar. Mas isso não é apenas por uma simples questão estética: com essas asas, ele consegue levantar voo e pousar em pistas menores, além de ter muito mais estabilidade e ser capaz de realizar manobras aéreas impossíveis para muitas aeronaves parecidas.
Assim como o T-50, esta é uma aeronave russa experimental. Seus quatro protótipos se mostraram promissores, mas ainda precisam de mais testes para poderem ser colocados em uso.


5- Eurofighter Typhoon

Não se engane pela aparência um tanto incomum desse avião europeu. Ele é uma verdadeira máquina de destruição, capaz de carregar uma quantidade enorme de mísseis e bombas.
O design único de suas asas (em forma quase triangular) permite que este veículo atinja velocidades de até Mach 1.6 (1.960 km/h) ao preço de perder em estabilidade — motivo pelo qual, no Typhoon, o canard (as asas menores ao lado da cabine) tem extrema importância para o controle da nave.
Este avião merece destaque por ter criado uma verdadeira família de caças: ele é atualmente usado por diversos exércitos, e para cada local teve diferentes alterações em sua estrutura. Alguns, por exemplo, contam com um revestimento para ser “invisível” a radares; outros, como no caso do modelo usado pela Arábia Saudita, têm seu canard invertido, para ganhar mais estabilidade nos voos.
Para aqueles que estão se perguntando o porquê da “boca” no Typhoon, a verdade é que aquilo não é nada especial. Ela é apenas a entrada de ar dos motores que, no lugar do design comum, dividido em duas passagens debaixo das asas, foi movida para debaixo da cabine.


6- Su-37




O irmão mais velho do Su-47 pode perder em avanços tecnológicos, mas nem por isso deixa de ter suas qualidades. O Su-37 foi desenvolvido para ser manobrável ao extremo. E pelo visto, esse objetivo foi alcançado com sucesso, como é possível ver no vídeo abaixo.
Graças a isso, o Su-37 é um dos quatro únicos caças existentes que conseguiram ter sucesso ao executar a manobra “Frolov chakra”, onde o piloto dá um looping vertical completo de diâmetro extremamente curto.


7- Gripen



(Fonte da imagem: Defense Industry Daily)


O mais veloz dos caças da lista, o Gripen consegue alcançar Mach 2 (2.450 km/h) com a ajuda de suas turbinas desenvolvidas pela Volvo, seu tamanho pequeno em comparação a outros aviões da mesma classe e suas asas em forma triangular.
Mesmo assim, ele não perde nada em armamentos, carregando um canhão 27 mm Mauser e mísseis AIM-9 Sidewinder ou AIM-120 AMRAAM, além de bombas guiadas a laser.








8- MiG-35



(Fonte da imagem: Weapon and Technology)


Mais uma promessa do exército russo, o MiG-35 foi feito a partir de um modelo de demonstração do MiG-29M2. Seu sistema de rastreamento por radar é um de seus maiores destaques, o que, junto de seu sistema de defesa automática, garante que o veículo consiga se proteger sem que o piloto precise se preocupar.
Por se tratar de um dos projetos de caça mais novos (seu primeiro voo de testes foi em 2007), o MiG-35 ainda deve ganhar muitas melhorias. E se apenas seus primeiros protótipos já são promissores, é provável que a versão final mostre características ainda mais impressionantes.
.....
Por mais incríveis e poderosos que esses caças possam parecer, é necessário lembrar que muitos deles já estão em desenvolvimento há anos, se não décadas, e ainda podem demorar bastante para realmente substituírem os caças atuais.
TecMundo/montedo.com

Amorim: 'O Haiti não vai invadir o Brasil'. Ah, bom!


'O Haiti não vai invadir o Brasil', diz Celso Amorim
Ministro cumpre agenda em Manaus antes de embarcar para o Haiti


O Ministro da Defesa, Celso Amorim, visitou nesta segunda-feira (30) o Comando Militar da Amazônia (CMA), na Zona Oeste de Manaus. A visita faz parte de uma parada técnica na viagem do Ministro ao Haiti, onde o Brasil mantém missão de paz.
Pela manhã, o político foi recebido no Quartel-General do CMA. No local, ele assistiu à palestra do comandante Militar da Amazônia, o General de Exército Eduardo Villas Bôas e do 2º Grupamento de Engenharia, onde foram apresentadas obras de engenharia militar, incluindo lanchas para patrulhamento nas fronteiras.
O Ministro afirmou que a imigração em grande número de haitianos para o Brasil não é um problema de Defesa. “Essa não é uma tarefa para a Defesa, afinal, o Haiti não vai invadir o Brasil. Pode ser que tenhamos um problema humanitário de haitianos que precisem ficar aqui, mas aí temos que saber lidar com a situação. Devemos ter atenção para implementar os direitos humanos sem esquecer das nossas capacidades”, disse Amorim.
Amorim também destacou a importância do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron) para o trabalho nessas regiões do país. “É um programa que vai permitir agregar meios tecnológicos à defesa e dar substância à nossa presença nas fronteiras. Existem ameaças que estão se adensando, não de outros países, mas do crime internacional e até de brasileiros que usam as fronteiras para cometer atos ilícitos”, explicou o Ministro.
Para ele a distância dificulta o trabalho de fiscalização. "Me impressionei com a enormidade do problema, e um deles é justamente a distância entre um pelotão de fronteira e outro. Temos em Roraima um pelotão que é distante mil quilômetro de outro. Com isso, percebemos que é cada vez mais fundamental um apoio logístico e tecnológico para o cumprimento das tarefas".


Sisfron
O Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras é um projeto do Exército brasileiro orçado em R$ 10 bilhões que será implantado em três etapas, com conclusão prevista para 2019. O programa abrange as fronteiras brasileiras, desde a cidade de Oiapoque, no Amapá, até Uruguaiana, no Rio Grande do Sul e inclui a modernização dos equipamentos eletrônicos, ampliação da frota terrestre e dos Pelotões Especiais de Fronteira (PEF) que passarão de 21 para 49, e servirão como base operacional para o projeto.


Agenda do Ministro
Nesta terça-feira (31), o ministro visitará o Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), na Zona Oeste de Manaus, antes de embarcar rumo ao Haiti onde encontrará a Presidente Dilma Rousseff para visita às tropas do Exército Brasileiro que atuam na Força de Paz.
G1

Fragata brasileira amplia combate ao contrabando de armas no Líbano


Fragata brasileira amplia combate ao contrabando de armas no Líbano

Ministério da Defesa
Assessoria de Comunicação Social

Brasília, 26/01/2012 — A incorporação da fragata F-45 União, enviada em 6 de outubro de 2011 pela Marinha do Brasil, ampliou a capacidade operacional da Força-Tarefa Marítima (FTM) que integra a Força Interina das Nações Unidas no Líbano (Unifil). O total de navios encaminhados para inspeção subiu 94,86% desde a chegada do navio brasileiro ao teatro de operações.

As principais missões da fragata União são evitar o contrabando de armas e oferecer condições de treinamento para a Marinha do Líbano.

Segundo o procedimento adotado pela ONU, cabe à FTM detectar e interrogar os navios que se aproximam da costa libanesa. As embarcações suspeitas são acompanhadas até um porto para serem examinadas pela força naval daquele país.

A chegada do navio brasileiro também permitiu a ampliação do número de cascos em operação diária, que saltou de 2,5 para 3,7. Por seu maior porte, a União, capitânia da força, pode permanecer em operação mesmo em condições adversas de tempo e de mar, normais durante o inverno no Mediterrâneo Oriental, que obrigam os navios menores a buscar abrigo.

Graças aos sensores da fragata brasileira, o número de detecções de violações ao espaço aéreo libanês também aumentou. O navio está equipado com uma aeronave AH-11A Super Linx, um Grupo de Mergulhadores de Combate (GruMeC) e um Destacamento de Fuzileiros Navais.

Participam da MTF nove navios cedidos por seis países – Alemanha, Bangladesh, Brasil, Grécia, Indonésia e Turquia. Desde o início de suas operações, em 15 de outubro de 2006, a MTF abordou cerca de 36 mil navios. Desse total, 900 embarcações suspeitas foram encaminhadas às autoridades libanesas para investigações ou inspeções mais detalhadas.
Cerimônia de incorporação

Em reconhecimento à participação brasileira, a capa da edição de dezembro da revista Litani, publicada pela própria Unifil, traz uma imagem da fragata F-45 União, com sua tripulação formada no convés. O registro foi realizado durante a cerimônia de incorporação da unidade à Força-Tarefa Marítima, realizada no porto de Beirute em 14 de novembro último.

Presidido pelo comandante da FTM, contra-almirante Luiz Henrique Caroli, o evento contou com a presença do embaixador do Brasil em Beirute, Paulo Roberto Campos Tarrisse da Fontoura, acompanhado de diplomatas e funcionários da Embaixada do Brasil.

A Litani é uma publicação mensal de fotos e pequenos artigos que tem como propósito divulgar as atividades e eventos realizados pelos contingentes dos 35 países que compõem os destacamentos terrestre e marítimo da Unifil. O rio Litani, localizado junto à fronteira com Israel, deu nome à revista, editada para o público interno da missão.

Modificações

Antes de partir, a fragata recebeu algumas modificações para se adequar às novas funções. Para comandar a força-tarefa, ela recebeu dois sistemas de comunicação de dados, um operando na Banda X e outro na Banda Ku, e dois sistemas de comunicação por satélite.

Uma lancha inflável de casco rígido substituiu a baleeira de bombordo, para permitir a abordagem de navios suspeitos.

Quatro metralhadoras de calibre 12,7 mm foram distribuídas nos bordos para complementar o armamento da fragata, formado por um canhão de 4,5 polegadas, dois canhões antiaéreos de 40 mm, mísseis antinavio e antiaéreos.

Arma não-letal

Nas asas do passadiço foi instalado, em cada bordo, um tripé fixo para sustentar um sistema LRAD (Long Range Acoustic Device - Aparelho Acustico de Longo Alcance). Esta é uma arma não-letal constituída de autofalante direcional de grande potência.

O sistema pode ser usado de duas maneiras distintas: para mandar mensagens audíveis para pessoas localizadas até 3 mil metros de distância e que, por alguma razão, não respondam aos contatos por rádio; ou para causar desconforto por meio de fortes ondas sonoras dirigidas a tripulantes de embarcações que se aproximem da União sem autorização.

AGU demonstra que é legal transferência de militares da Aeronáutica e Exército se houver interesse da Administração




Patrícia Gripp
A Advocacia-Geral da União (AGU), por meio da Procuradoria da União em Alagoas (PU/AL), demonstrou que cabe à Aeronáutica e ao Exército decidir sobre a conveniência de transferir militares para outras unidades.
No caso, dois militares entraram com ações contra atos da Administração que o transferiram de localidade. Eles alegavam que não poderiam ser transferidos, pois um tinha a cônjuge com problemas de saúde e, o outro, pais idosos e doentes.
A PU/AL, em defesa da Aeronáutica e do Exército, argumentou que a transferência e remoção de militar se inserem no âmbito do poder discricionário da Administração Pública. Elas estão sujeitas aos critérios de oportunidade e conveniência dos órgãos da União. Por isso, não atendem sempre ao interesse do militar, mas do país.
Na defesa, a Procuradoria ainda alertou para o fato de que as localidades para onde foram transferidos os militares - Osasco (SP) e Recife (PE) - dispõem de melhores condições para o tratamento de saúde dos seus familiares. Possuem, inclusive, hospitais militares.
O Procurador-Chefe da União no estado, Sandro Ferreira de Miranda, afirmou que "a oitiva de testemunhas militares indicadas pela União foi decisiva para o sucesso nesses processos, pois trouxeram aos autos informações fáticas, inerentes à atividade militar, que fundamentaram as sentenças favoráveis ao Ente Público".
Uma das decisões da Justiça Federal de Alagoas destacou que "em razão do alto grau de interesse público e pelas peculiaridades de sua função, a atividade militar é regida por uma norma especial (Lei n° 6.880/80), bastante diferenciada das demais que regem os setores públicos, haja vista que a ética militar é pautada por valores de amor à profissão, sacrifício à pátria (patriotismo), civismo e rigorosa conduta disciplinar e hierárquica".
Ref.: Processos ns.º 0002741-10.2011.4.05.8000 (3ª VF/AL) e 0006407 53.2010.4.05.8000 (1ª VF/AL) - Seção Judiciária de Alagoas
AGU

PM simula ato obsceno com estátua de vaca em SC

Os PMs pararam as viaturas ao lado do Mercado Público para fazer as fotografias  Foto: Eduardo Valente/Futura PressPolicial militar é fotografado ao simular ato obsceno com escultura, em Florianópolis (SC), na noite de domingo. A corporação informou que só se pronunciará sobre o caso na terça-feira.  Foto: Eduardo Valente/Futura Press
A escultura em formato de vaca faz parte da exposição mundial Cow Parade  Foto: Eduardo Valente/Futura Press

REFLEXÃO:


"Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes" I Corintios 1:27
 
Deus usa muitas vezes coisas insignificantes para realizar Seus feitos.
 
DEUS formou o corpo do ser humano com todas as suas sofisticações do pó da terra.
 
Corvos foram enviados para preservar a vida do profeta Elias durante a grande fome que se abateu sobre o povo de Israel.
 
JESUS alimenta uma multidão de mais de cinco mil pessoas com cinco pães e dois peixinhos que pertenciam a um menino.
 
DEUS usa uma vara para libertar o seu povo da escravidão do Egito.
 
DEUS tinha dado a Moisés a missão de libertar o povo de Israel da escravidão Egípcia. Êxodo 4
 
Ede acordo coma vontade de DEUSa simples vara de um pastor de ovelhas tornou-se o instrumento que punir Faraó e seu povo por manter cativo o povo de DEUS.
 
Quando DEUS apresentou o seu plano de Libertação a Moisés este achou que era uma missão impossível.
 
Faraó não iria aceitar e o povo não iria acreditar nele.
 
Moisés pensou: “É impossível resolver este problema”.
 
Mas havia um erro de cálculo da parte de Moisés.
 
Ele tão somente viu de um lado a sua fragilidade as suas limitações e do outro lado o Grande Rei Faraó e seu Poderoso Exercito.
 
E desta maneira achou que era impossível resolver a situação do povo de Israel.
 
Felizmente Moisés errou felizmente ele cometeu um grande equívoco.
 
Moisés omitiu uma figura um fator muito importante nesta situação.
 
Quem Moisés omitiu?
 
DEUS!
 
E DEUS os tirou da escravidão egípcia.
 
DEUS realiza coisas sumamente importantes usando para isto meios que aos nossos olhos são insignificantes.
 
Aquele bebê na estrebaria na insignificante cidade de Belém nascido de uma moça pobre enrolado em panos e deitado num cocho de tratar animais... É CRISTO o Senhor o Filho de DEUS o Salvador do mundo!
 
E você também está enfrentando problemas aparentemente impossíveis aos seus olhos?
 
Experimente colocar DEUS junto com teus problemas!
 
E ELE usará o que for necessário para te abençoar.
 
Se tiver que usar algo insignificante DEUS usará!
 
Colaboração de Um Amigo de Deus J.C.Madeira

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

BRASIL AJUDARÁ SURINAME NA REORGANIZAÇÃO MILITAR


Brasil ajudará Suriname a reformar Defesa
Ministros brasileiros e do país vizinho se reuniram para ajustar os termos da cooperação
ROBERTO GODOY
O governo brasileiro vai apoiar a reorganização da estrutura militar e de Defesa do Suriname, país de 487 mil habitantes e 1.840 soldados, na fronteira norte.
Na semana passada, os ministros da área de ambas as nações, Celso Amorim e Lamoure S. Latour, reuniram-se na sede da Embraer, em São José dos Campos, para ajustar os termos da cooperação. O Suriname quer adquirir de dois a quatro Super Tucanos, turboélices de ataque leve. Quer também navios-patrulha de 500 toneladas, da Emgepron, empresa mantida pela Marinha. Latour disse que os seis blindados Cascavel EE-9, armados com um canhão 90 mm, e os 15 Urutus, para transporte de tropas, recebidos do Brasil em 1983, precisam passar por um processo de revitalização. As forças surinamesas necessitam de 100 caminhões e cerca de 80 veículos diversos. Gostariam de mandar oficiais para as escolas de formação do Brasil.O pacote inclui ainda um sistema eletrônico de comunicações.
Empresários do setor ouvidos pelo Estado avaliam que os negócios em discussão podem chegar aos US$ 150 milhões - dependendo das especificações, por exemplo, dos componentes de bordo dos aviões e dos navios. Isso significa 8 vezes o orçamento anual da Defesa do Suriname. Nos últimos seis exercícios, essa rubrica tem variado em torno de US$ 20 milhões.
Aos negócios. O ministro da Defesa, Celso Amorim, determinou ao secretário de Produtos de Defesa, Murilo Barboza, que faça a avaliação da abertura de uma linha especial de crédito para atender à demanda do Suriname.
O problema ficou para a última parte do encontro, com a participação dos quatro chefes militares brasileiros - almirante Júlio Moura Neto, da Marinha, general Enzo Peri, do Exército, brigadeiro Juniti Saito, da Aeronáutica e general José de Nardi, do Estado-Maior Conjunto. O ministro Latour solicitou a criação de mecanismos para ter acesso aos dados do satélite brasileiro de sensoriamento remoto e também a informações produzidas pela sofisticada rede digital do Sipam, o Sistema de Proteção da Amazônia. Latour considera a ferramenta indispensável para combater ações ilícitas, como voos clandestinos do tráfico de drogas e de contrabandistas.
É um tema delicado. O atual presidente do Suriname, Dési Bouterse, eleito em 2010, foi condenado na Holanda a uma pena de 11 anos, que pode chegar a 16, por tráfico de drogas. Alega que se trata de "armação política". O DEA, agência antinarcóticos americana, qualifica o país como uma importante conexão das rotas de circulação de cocaína.
Aos 65 anos, tendo ocupado a presidência nos anos 80, Bouterse escapou de ter seu país invadido pelos Estados Unidos há pouco menos de 29 anos. A intervenção foi feita pelo governo do Brasil. O presidente era João Figueiredo, que recebeu em abril a informação de que o presidente Ronald Reagan havia decidido pela intervenção militar no Suriname. A inteligência americana havia comprovado a presença de soldados de Cuba no país. Seriam cerca de 400 deles, em instalações fechadas, com características de centros de treinamento.
A presença de um núcleo multiplicador da revolução socialista cubana no continente era inaceitável. Figueiredo reagiu depressa. Mandou a Paramaribo, no avião presidencial, o general Danilo Venturini, secretário do Conselho de Segurança Nacional, com a missão de oferecer ao líder surinamês, o mesmo Desi Bouterse, suporte técnico em setores estratégicos, linhas de crédito e parceria em programas de infraestrutura - com o compromisso de afastamento rápido e inequívoco de Havana.
Deu certo. No dia 26 de outubro o embaixador cubano, Oscar Cardenas, deixou o país. Seis dias mais tarde só o zelador permanecia na representação diplomática. O episódio implicou uma certa tutela brasileira sobre o Suriname. Foi aberto um crédito de emergência de US$ 10 milhões e o Brasil entregou os 21 blindados Cascavel e Urutu.

domingo, 29 de janeiro de 2012

SOBRE OS GASTO DE R$ 16,6 MI - Ministros e vice dizem cumprir legislação vigente


Ministros e vice dizem cumprir legislação vigente

A Presidência afirmou que cumpre os dispositivos do decreto sobre o transporte aéreo de autoridades.
O Ministério da Defesa afirmou que considera aspectos econômicos e de segurança para definir os voos.
A Vice-Presidência e ministérios citados na reportagem afirmaram que a utilização de jatinhos da FAB obedece à regulamentação do decreto que permite o deslocamento para o local de residência.
A assessoria de Michel Temer disse que ele segue as recomendações do Gabinete de Segurança Institucional para utilizar aeronaves da FAB por razões de segurança.
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, também afirmou que viaja em jatinhos por questão de segurança. Ele é escoltado por policiais.
O Ministério da Saúde afirmou que todos os compromissos públicos do ministro Alexandre Padilha têm foco na promoção da saúde.
Fernando Pimentel disse que o compartilhamento de aeronaves é feito sempre que indicado pela Defesa. Ideli Salvatti afirmou que opta pelos aviões da FAB porque existem somente dois voos diários diretos de Brasília para Florianópolis, sua casa.
A assessoria da ministra Maria do Rosário afirmou que o uso de aviões da FAB é priorizado para locais onde dificilmente há a possibilidade de ida e volta no mesmo dia.
Guido Mantega argumentou que o gerenciamento de voos é responsabilidade da FAB e da Defesa.
A assessoria de Garibaldi Alves informou que as viagens foram a trabalho.
Wagner Bittencourt disse que considera a disponibilidade de voos comerciais e da FAB que atendam às necessidades da sua agenda.


Ministros e vice gastam R$16,6 mi com jatinhos
Valor se refere a 10 meses de transporte para casa e para missões oficiais Apenas um ministro aderiu ao decreto de 2009, que permite às autoridades pegar voos comerciais para casa
LÚCIO VAZ
Os ministros de Dilma Rousseff e o vice Michel Temer gastaram, em dez meses de 2011, R$ 16,6 milhões com viagens em aviões da FAB para missões oficiais ou em deslocamentos para casa.
A Folha teve acesso às planilhas de voo de todos os ministros, com dados inéditos sobre horários de partida, custos, roteiros e datas.
O cruzamento dos dados revela que muitas aeronaves decolam em horários próximos, com o mesmo destino, cada uma com um ministro a bordo. Em muitos casos foi desrespeitada a orientação da presidente para que os voos fossem compartilhados. Apenas 2,4% dos deslocamentos seguiram essa orientação.
A maior parte dos ministros vai para casa de jatinho nos finais de semana. Dos R$ 16,6 milhões, R$ 5,5 milhões foram gastos neste tipo de trajeto. Nesses casos, o jatinho precisa fazer até quatro viagens. Normalmente a aeronave leva o passageiro na quinta ou na sexta e retorna para Brasília; depois, volta para buscá-lo na segunda.
Uma viagem de jatinho de Brasília a Porto Alegre, por exemplo, custa R$ 34 mil, enquanto uma passagem aérea comercial de ida e volta não passa de R$ 1.500.
O ministro Fernando Pimentel, por exemplo, gastou R$ 920 mil com jatinhos da FAB, sendo R$ 381 mil em 37 deslocamentos para casa (Belo Horizonte) nos finais de semana. As viagens de Ideli Salvatti (Pesca e depois Relações Institucionais) custaram R$ 550 mil, sendo R$ 390 mil para Santa Catarina.
A reportagem identificou 169 voos em horários próximos, com o mesmo destino.
Exemplo: em 6 de junho partiram duas aeronaves de Brasília com destino a São Paulo, uma para buscar Temer e outra para o ministro da Fazenda, Guido Mantega. Um Legacy de 12 lugares decolou às 7h20, enquanto um Embraer ERJ-145, de 36 poltronas, levantou voo às 7h30.
O Legacy decolou de volta a Brasília às 9h55, transportando o vice. Cinco minutos mais tarde, o Embraer ERJ-145 partiu de São Paulo com Mantega. O ministro teria "reuniões internas", sem audiências com horário marcado.
Os registros da FAB apontam 16 voos de Temer em horários próximos aos de ministros. A assessoria do vice afirmou que a explicação "cabe ao gestor das aeronaves". A FAB disse que não fiscaliza o uso, apenas cumpre a determinação dos ministérios.
O transporte dos ministros e do vice exige a operação de 14 aeronaves. Os seis luxuosos Legacy, com 12 lugares, respondem por 55% dos voos.
CARREIRA
O decreto 4.244/2002, do governo Fernando Henrique Cardos, dá direito aos jatos da FAB ao vice, aos presidentes da Câmara, do Senado e do Supremo e aos ministros.
Um novo decreto (6.911), de 2009, já sob Lula, instituiu que os ministros podem utilizar transporte comercial nos deslocamentos para casa.
Apenas um ministro aderiu: Alfredo Nascimento (Transportes), que caiu depois de suspeitas de irregularidades na sua pasta.
Cada viagem de ida e volta a Manaus custaria R$ 42 mil no jatinho, mas saiu por cerca de R$ 1.500 no avião comercial. "Aviões da FAB devem ser usados apenas para agendas oficiais", disse ele.
As informações foram obtidas a partir de requerimento apresentado ao Ministério da Defesa pelo líder do PPS na Câmara, Rubens Bueno (PR), a pedido da Folha.
RECORDE
A agilidade no transporte permitiu ao ministro da Saúde, Alexandre Padilha, visitar 95 municípios brasileiros, sendo 35 deles paulistas.
Em meio a compromissos vinculados ao ministério, como a liberação de verbas e inauguração de instalações, ele teve agendas como uma audiência com o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), na capital paulista.
Padilha foi o ministro que mais gastou com jatinhos, um total de R$ 1,44 milhão para participação em eventos como a abertura da Festa do Caminhoneiro, a Festa de Aparecida e a divulgação do uso de camisinha no Carnaval de SP, Salvador e Recife.
O ministro da Previdência, Garibaldi Alves, usou os jatinhos para inaugurar 38 agências do ministério em todo o país, além de "reinaugurar" duas. A ministra Maria do Rosário (Direitos Humanos) fez 17 visitas a Porto Alegre, onde já disputou a prefeitura.
Os Estados mais visitados pelo ministro da Pesca foram Santa Catarina e Rio, dependendo do ocupante do cargo, Ideli Salvatti ou Luiz Sérgio.

Soldado da Aeronáutica é vítima de sequestro relâmpago no DF


Soldado da Aeronáutica é vítima de sequestro relâmpago no DF

Soldado da Aeronáutica é sequestrado na frente de casa no Recanto das Emas
Luiz Calcagno


Um soldado da Aeronáutica foi vítima de um sequestro relâmpago na noite dessa quarta-feira (25/1) no Recanto das Emas. Três homens abordaram o rapaz, que conversava na rua em frente à casa onde mora, anunciando o sequestro. Francimar de Oliveira Miranda foi levado até a BR-060 onde foi libertado. Os bandidos só levaram o carro da vítima, a carteira e o celular.
Francimar chegou em casa por volta de 20h40. Sua mãe estava abrindo o portão para que ele pudesse estacionar o carro, quando eles viram dois amigos e pararam para conversar na frente do portão de casa. Neste momento, os sequestradores apareceram e renderam Francimar, que foi obrigado a entrar no veículo. A mãe e as outras duas pessoas conseguiram fugir.
Para voltar para casa, a vítima pediu carona até a 17ª Delegacia de Polícia, onde foi registrada a ocorrência. O carro de Francimar foi encontrado na manhã desta quinta-feira em Samambaia. Os bandidos levaram as rodas, o estepe e o rádio do veículo. Os sequestradores continuam foragidos.
Correio Braziliense

MUITO CRIATIVO


MUITO CRIATIVO


TUPINIQUIM: Ministros de Dilma e Michel Temer gastaram mais de R$ 16,6 milhões com jatinhos


Ministros de Dilma e Michel Temer gastaram mais de R$ 16,6 milhões com jatinhos

m 2011, ministros de Dilma Rousseff e o vice-presidente Michel Temer gastaram R$ 16,6 milhões com viagens em aviões da FAB, informa reportagem de Lúcio Vaz publicada na Folha deste domingo.

Eles estavam em missões oficiais ou em deslocamentos para casa. A Folha teve acesso às planilhas de voo de todos os ministros, com dados inéditos sobre horário de partida, duração da viagem, custo da hora/voo, roteiros e datas.
O cruzamento de todos esses dados, que abrangem dez meses de exercício, revela que muitas aeronaves decolam em horários próximos, com o mesmo destino, cada uma com um ministro a bordo.

Não há um planejamento para evitar desperdício do dinheiro público e em muitos casos foi desrespeitada a orientação da presidente para que os voos fossem compartilhados por uma ou mais autoridade.

A maior parte dos ministros vai para casa de jatinho nos finais de semana. Dos 16,6 milhões, R$ 5,5 milhões foram gastos neste tipo de trajeto. Nesses casos, o jatinho precisa fazer até quatro viagens (normalmente a aeronave leva o passageiro na quinta ou sexta e retorna para Brasília; depois, volta para buscá-lo na segunda).

sábado, 28 de janeiro de 2012

Cueca inteligente monitora saúde de soldados americanos


Roupa íntima relata frequência cardíaca, temperatura da pele e condições respiratórias.
(Fonte da imagem: NewLaunches)
O exército norte-americano está testando um novo dispositivo bastante curioso, mas de extrema utilidade para os soldados. Trata-se de uma cueca inteligente, capaz de monitorar dados vitais de quem as utiliza, como frequência cardíaca, temperatura da pele e condições respiratórias.
O termostato inteligente acoplado à roupa íntima pelo U.S. Army Medical Research Material Command and Telemedicine, em parceria com o Advanced Technology Research Center, e conta com um gel ligado a sensores que permitem monitoramento ininterrupto no campo de batalha.
A peça vai auxiliar a identificar as situações de estresse enfrentadas pelos soldados durante os períodos de treinamento. No futuro, as cuecas inteligentes poderão ser utilizadas por idosos ou pacientes como forma de auxílio no monitoramento de doenças.


Leia mais em:http://www.tecmundo.com.br/curiosidade/18590-cueca-inteligente-monitora-saude-de-soldados-americanos.htm#ixzz1kmf9RwuO

Reflexão (Você Colhe O Que Planta)


"Ora aquele que dá a semente ao que semeia também vos dê pão para comer e
multiplique a vossa sementeira e aumente os frutos da vossa justiça" II
Corintios 9.10 
Certa manhã uma mulher bem-vestida parou em frente de um homem sem teto que
olhou para cima lentamente ... e reparou que a mulher que parecia acostumada
com as coisas boas da vida. O casaco era novo. Parecia que ela nunca tinha
perdido uma refeição em sua vida.
Seu primeiro pensamento foi: "Só quer tirar sarro de mim como tantos outros
fizeram ....” Por favor Deixe-me sozinho!” Resmungou o homem... Para sua
surpresa a mulher continuou de pé. Ela estava sorrindo seus dentes brancos
exibidos em linhas deslumbrantes. 
"Você está com fome?"perguntou ela. 
"Não" respondeu sarcasticamente. "Acabei de voltar do jantar com o
presidente... Agora vá embora." 
O sorriso da mulher se tornou ainda mais amplo. De repente o homem sentiu
uma mão suave debaixo do braço. 
"O que você está fazendo senhora?"Perguntou o homem irritado. "Disse para
deixar-me sozinho!" 
Neste momento um policial chegou. 
"Existe algum problema senhora?" Perguntou ele... 
"Não tem problema aqui Policial”a mulher disse... "Eu só estou tentando
ajudá-lo a ficar de pé ...Pode me ajudar?” 
O policial  coçou a cabeça. "Sim o velho João é um estorvo por aqui há anos.
O que você quer com ele?" Perguntou o policial... 
"Vê o restaurante ali?"Perguntou ela. "Eu vou dar-lhe algo para comer e
tirá-lo do frio por um tempo." 
"Você senhora está louca?" O homem sem-teto resistiu. "Eu não quero ir para
lá!” Então sentiu mãos fortes segurando braços e levantá-lo. "Deixe-me ir eu
não fiz nada oficial ..." 
"Não vê esta é uma boa oportunidade para você"o oficial sussurrou em seu
ouvido. 
Finalmente e com alguma dificuldade a mulher e o oficial levam João para o
restaurante e o sentam em uma mesa em um canto do refeitório. Era quase
quatorze horas a maioria das pessoas já tinha comido o almoço e para jantar
o grupo ainda não tinha chegado
O gerente do restaurante veio a eles e perguntou. 
"O que está acontecendo aqui oficial? O que é isso? E este homem está em
apuros?" 
"Esta senhora trouxe-o aqui para comer alguma coisa" respondeu o oficial. 
"Oh! não não aqui!" o gerente respondeu com raiva. "Ter uma pessoa como essa
aqui é ruim para os negócios!” 
O velho João sorriu com poucos dentes. 
"Senhora eu lhe disse. Agora você vai me deixar ir? Eu não queria vir aqui
desde o início." 
A mulher foi até o gerente de lanchonete e sorriu ... 
"O senhor está familiarizado com Harris & Associates?empresa que fica a duas
ruas daqui?" 
"Claro que eu sei"respondeu o gerente impaciente. "Eles fazem as suas
reuniões semanais aqui e jantam no meu restaurante". 
"E você ganha um monte de dinheiro fornecendo alimentos para essas reuniões
semanais?" Perguntou a Sra... 
"E o que importa para você?” perguntou o gerente impaciente. 
“Eu senhor sou Penelope Hernandez presidente e proprietária da empresa."
disse ela. 
"Oh desculpe!” disse o gerente... 
A mulher sorriu de novo... "Eu pensei que isso poderia fazer a diferença no
seu tratamento." Ela disse ao policial que se esforçou para conter uma
risada. "Gostaria de fazer-nos uma xicara de café ou talvez uma refeição
policial?" 
"Não obrigado senhora" respondeu esse. "Estou de plantão". 
"Então talvez uma xicara de café para ir?" disse ela. 
"Sim senhora. Isso seria melhor." respondeu o policial. 
O gerente do restaurante virou nos calcanhares como se recebesse uma ordem. 
"Vou trazer o café para o policial imediatamente Senhora" 
O policial observou-a de pé. E falou: 
"Certamente colocou no lugar"disse ele. 
"Essa não foi minha intenção"disse a Sra. “...Acredite ou não eu tenho uma
boa razão para tudo isso." Ela se sentou na mesa em frente ao seu convidado
para jantar. Ela olhou para ele ... "João você se lembra de mim?" 
O velho João olhou para seu rosto com seus olhos remelentos "Eu acho que sim
quero dizer acho que é familiar." 
"Olha João talvez eu seja um pouco maior mas olha-me bem" disse a Sra.
Talvez eu esteja mais gordinha agora ... mas quando trabalhava aqui há
muitos anos atrás eu vim aqui uma vez e por esta mesma porta entrei morrendo
de fome e frio." Algumas lágrimas caíram por suas bochechas ... 
"Senhora?" disse o policial eu não podia acreditar no que estava
presenciando mesmo pensando que como uma mulher como esta poderia ter
passado fome. 
"Eu tinha acabado de se formar na faculdade em minha cidade natal"disse a
mulher... "e vim para a cidade à procura de um emprego mas não consegui
encontrar nada...” Com a voz quebrantada a mulher continuou: “Quando eu
tinha meus últimos centavos e entreguei meu apartamento andava pelas ruas
sem ter onde morar e foi em julho estava frio e quase morrendo de fome
quando vi este lugar e entrei pensando numa pequena chance para conseguir
algo para comer”. Com lágrimas nos olhos a mulher continuou falando ...“João
me recebeu com um sorriso. " 
“Agora eu me lembro"disse João. "Eu estava atrás do balcão de serviço. Ela
se aproximou e perguntou se poderia trabalhar para comer alguma coisa." 
"Você me disse que era contra a política da empresa." A mulher continuou...
Então você me fez o maior sanduíche de rosbife que já vi... deu-me uma
xícara de café e fui para um canto para apreciar a minha refeição. Eu estava
com medo que você se metesse em encrencas. Então eu olhei e vi você colocar
o valor dos alimentos no caixa. Eu sabia que tudo ficaria bem. " 
"Então você começou seu próprio negócio?" O velho disse João. 
"Sim encontrei um trabalho naquela mesma tarde. Eu trabalhei muito duro e eu
subi com a ajuda do meu Deus. Tempos depois eu comecei meu próprio negócio e
com Deus ele prosperou .." Ela abriu sua bolsa e tirou um cartão. "Quando
terminar aqui eu quero que você faça uma visita ao Sr. Martinez. Ele é o
diretor de pessoal da minha empresa e vai encontrar algo para você fazer
nela.” Ela sorriu. "Eu poderia até adiantar-lhe algo o suficiente para que
você possa comprar algumas roupas e arrumar um lugar para viver até se
recuperar. Se você precisar de alguma coisa minha porta está sempre aberta
para você João." 
Havia lágrimas nos olhos do idoso. "Como eu posso agradece-la” ele perguntou 
"Não me agradeça" ela respondeu. "A Deus da-lhe glória. Ele me trouxe para
você." 
Fora do restauranteo policial e a mulher pararam e antes de ir embora ela
disse: "Obrigado por toda sua ajuda!”. 
Em vez disso o oficial disse: "Obrigado eu que vi um milagre hoje algo que
eu nunca vou esquecer. E .... E obrigado pelo café. ".... 
Que Deus te abençoe sempre e não se esqueça que quando jogamos pão sobre as
águas você nunca sabe quando ele será devolvido para você... 
Deus é tão grande que pode cobrir o mundo com amor e tão pequeno para entrar
em seu coração. 
Quando Deus te leva à beira do precipício confie nele completamente e
deixe-se levar. 
Apenas uma outra coisa vai acontecer ou ele segura quando você cairou vai te
ensinar a voar! 
Quando Deus fecha portas ninguém pode abrir e quando Deus abre portas
ninguém pode fechar... 
E lembre-se de ser uma bênção para os outros 
Desconheço o Autor 
Colaboração de Um Amigo de Deus Eriseu Ribas

I made this widget at MyFlashFetish.com.

Ultimas Postagens

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...